#18M: CTB-RJ e Entidades Estudantis realizam ação nos Arcos da Lapa

#18M: CTB-RJ e Entidades Estudantis realizam ação nos Arcos da Lapa

Com as manifestações suspensas em virtude do novo cornavírus e com o barulhaço marcado para as 20h30 dessa sexta-feira, a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil – Rio de Janeiro em conjunto com entidades do movimento estudantil (UNE, UEE-RJ, UBES e UEES-RJ), fizeram uma ação de divulgação das pautas da classe trabalhadora nos Arcos da Lapa.

Na ação, que ocorreu entre 12h e 13h, uma faixa com os dizeres “Por mais saúde e educação, em defesa do SUS, contra o Covid-19” foi exposta no alto dos Arcos da Lapa, no coração do Rio de Janeiro.

O Presidente da CTB-RJ, Paulo Sérgio Farias, aproveitou o momento para convocar para o barulhaço marcado para a noite deste dia 18:

“Neste 18 de março, apesar das restrições aos atos públicos convocados não abaixamos a guarda. Nossa militância segue mobilizada na defesa da democracia e dos direitos da classe trabalhadora. E essa grave ameaça que paira sobre a saúde dos brasileiros, derivada da pandemia do coronavírus serve para nos alertar sobre as ameaças que porventura pairem sobre as restrições democráticas e aos direitos dos cidadãos. Hoje é dia de protestos. Então vamos bater panelas, bater latas, bater tambor, exigir direitos.” – afirmou Paulo Sérgio Farias.

O Vice-Presidente RJ-ES da União Nacional dos Estudantes, Charles Gonçalves, lembrou da importância do investimento em Ciência e Tecnologia para combater o avanço da pandemia do Covid-19:

“Hoje foi dia da gente protestar em defesa da Ciência e Tecnologia! Até porque, nesse momento que temos uma grande epidemia acontecendo no nosso país e no mundo, sem investimentos em Ciência e tecnologia não vamos conseguir combater isso. Um exemplo disso é a decodificação rápida que cientistas brasileiros fizeram do coronavírus. Com mais investimentos, conseguiríamos ter vacinas ou outros medicamentos que pudessem combater essa epidemia global. No caso do Rio de Janeiro, que era o maior produtor de Ciência e Tecnologia no Brasil, o setor se encontra quebrado justamente pela falta de investimento. Então nosso protesto também é nesse sentido.”- defendeu.

A Diretora de Cultura da União Nacional dos Estudantes e Coordenadora Geral do CUCA da UNE, Manuella Mirella lembrou do barulhaço marcado para a noite de hoje e elencou a defesa da saúde, da educação e da democracia, como mote das ações promovidas pelas entidades:

“Nesse dia 18 de março, mesmo sem poder ir às ruas, demos nosso recado a esse governo espalhando faixas em grandes centros para falar da importância de defender o SUS, a Educação e a Democracia. Quero lembrar que hoje, às 20h30, vamos fazer um grande barulhaço contra a irresponsabilidade desse governo. Com saúde não se brinca e vamos dar nosso recado para dizer que educação, saúde e democracia tem que ser prioridade e esse governo não vem fazendo isso.” – afirmou.

Leia também...

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancelar comentário