22 de março: Dia Nacional de Lutas contra a Reforma da Previdência

22 de março: Dia Nacional de Lutas contra a Reforma da Previdência

Nesta sexta-feira (22), será realizado o primeiro dia nacional de lutas e paralisações contra a Reforma da Previdência apresentada pelo governo Jair Bolsonaro. A data está sendo convocada de forma unitária pelas centrais sindicais brasileiras e terá adesão da classe trabalhadora, prometendo grandes mobilizações em todos os cantos do país para barrar a Reforma de Bolsonaro e Paulo Guedes. 

No Rio de Janeiro, a concentração do ato está marcada para as 16 horas na Candelária. O cortejo está marcado para as 18 horas e deve sair da famosa igreja em direção à Central do Brasil, grande ponto de aglomerações da classe trabalhadora. As Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo se uniram às Centrais Sindicais na construção do ato.

Além do Rio, em várias cidades do país, trabalhadores e trabalhadoras irão às ruas contra o ataque às aposentadorias e aos direitos previdenciários. Estão previstos protestos, panfletagens e outras atividades para denunciar os ataques contidos na Reforma da Previdência, apresentada pelo governo Bolsonaro. A mobilização é o primeiro passo para a possível construção de uma nova Greve Geral para barrar a aprovação da PEC 06/2019.

Frente Parlamentar Mista

Hoje, dia 20, quarta-feira, será relançada, no Congresso Nacional, a Frente Parlamentar Mista em defesa da Previdência Social.  A Frente reúne mais de uma centena de sindicatos, associações, federações e centrais sindicais e dezenas de deputados federais e senadores. Além do relançamento da Frente, também serão discutidas as estratégias para o próximo período

Leia também...

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancelar comentário