4º Congresso da CTB Rio de Janeiro começa dia 9 e debaterá o papel classista durante uma das maiores crises da história

4º Congresso da CTB Rio de Janeiro começa dia 9 e debaterá o papel classista durante uma das maiores crises da história

O IV Congresso da CTB no Rio de Janeiro será realizado neste fim de semana, do dia 09 ao dia 11. A abertura está agendada para as 19h da sexta-feira (9), no Sindicato dos Metalúrgicos do Rio de Janeiro. Ali ocorrerá um ato político e se reunirão as centenas de delegados e delegadas das mais variadas categorias do estado do Rio de Janeiro com a missão de debater a situação do Estado e do País em meio a uma das maiores crises da história do Brasil e do Rio de Janeiro.

O evento principal continuará na cidade de Mendes, onde o Centro Marista foi preparado para o acontecimento. A organização distribuiu faixas pela cidade inteira, informando a população sobre os dois dias de debate intenso que seguirão.

“Este Congresso será a chance de atualizar muitos debates acerca da crise política sem precedentes que vive o estado do Rio de Janeiro, assim como sobre a conjuntura nacional, que exige a realização de eleições diretas para presidente. É o momento em que reuniremos mais de 200 delegados, e tenho certeza que sairemos de lá com um plano de luta para o próximo período de enfrentamentos”, disse o presidente da CTB-RJ, Ronaldo Leite.

O Tesoureiro da CTB-RJ, Mário Porto, é outro dirigente cetebista entusiasmado com a realização do congresso, o qual enxerga como uma grande oportunidade de realinhamento das forças classistas para enfrentar a onda de retrocessos:

“O Congresso da CTB, que vai acontecer agora de 9 a 11 de junho tem grande importância na atual conjuntura que vivemos para realinhar as forças no campo classista para que possamos crescer e buscar um rumo para o mundo do trabalho. O que se avizinha pra gente, com a Reforma Trabalhista, é muito ruim e, esse 4º Congresso é fundamental para atualizar nosso plano de lutas e resistir à tentativa de retirada de direitos.”

O dirigente da CTB, Eduardo Chamarelli valorizou o congresso da CTB, lembrou do crescimento da central especialmente entre os funcionários públicos e trabalhadores rurais e defendeu a manutenção do crescimento com a continuidade da luta política contra as reformas e contra os ataques aos trabalhadores:

“Esse congresso é extremamente importante nessa linha de corte histórica da CTB, especialmente pelo momento político. A CTB vem crescendo e aparecendo demais nos movimentos sociais, nos movimentos de rua e dentro do próprio sindicalismo. Ela talvez seja a central que mais cresceu nos últimos anos e, no Rio de Janeiro, é com toda certeza a que mais cresceu, principalmente por conta de dois campos extremamente importantes: os servidores públicos e os rurais. A CTB passou os últimos 4 anos sem perder nenhum sindicato da sua base, o que é importantíssimo e mais que dobrou de tamanho. E nossa ideia é continuar com esse trabalho, manter essa continuidade de crescimento, manter essa continuidade política e de posicionamento político lutando contra as reformas e contra as agressões aos trabalhadores principalmente agora, trazendo essa questão dos rurais e dos servidores públicos.”

O evento começará os trabalhos às 8h30, com a leitura do regimento. Será lançada ainda uma campanha de solidariedade à Ocupação Fidel Castro, localizada no interior do estado, que sofre intensas retaliações na luta pelo direito à terra. O Congresso, ao final do sábado, encerrará as atividades com um evento cultural, e retomará no dia seguinte em plenária final, para decidir a composição da nova direção estadual.

O Secretário de Comunicação e Imprensa da CTB-RJ, Paulo Sérgio Farias, acredita que o momento do Congresso será fundamental para organizar a luta contra os governos antidemocráticos e antipopulares de Temer e Pezão.

“O Congresso da CTB RJ acontece num momento extremamente complexo e imprevisível ao mesmo tempo. O país atravessa uma quadra política de profundas transformações regressivas no campo democrático, social e econômico bem como nos direitos trabalhistas e previdenciários. O governo ilegítimo de Michel Temer está podre, caindo pelas tabelas, mas se agarra ao que pode para se manter no poder. Por outro lado, o governo Pezão também não consegue dar resposta para sair da crise em que o estado se encontra. Na verdade, a crise que se abateu no estado se ampliou por conta do envolvimento da cúpula do governo e do PMDB ser o centro de investigações e alguns como o ex governador Sérgio Cabral estarem presos. Assim como Temer, Pezão joga sobre os ombros dos trabalhadores o ônus da crise. É sobre este cenário que estaremos debatendo neste congresso. A hora é de aglutinar forças, de milhões nas ruas, de ampliação da capilaridade política e de forças sociais para derrotar esse projeto imposto por um golpe, ampliar o leque de alianças pelo fora Temer e diretas já. Somente com a soberania do voto popular e de um projeto aprovado pelas urnas é que o país retornará ao caminho do desenvolvimento e geração de emprego.”

Para garantir e valorizar a participação das mulheres no Congresso, serão reservados a elas os apartamentos com banheiros privativos. Haverá serviço de creche em Mendes. Quem for levar crianças deve informar com antecedência à Secretaria-geral da CTB-RJ. A Secretária da Mulher Trabalhadora da CTB Rio de Janeiro, Katia Branco, convocou todas as mulheres a participarem do Congresso:

“A CTB RJ está oferecendo serviço de creche para as mulheres trabalhadoras que forem ao Congresso. Fazemos isso porque valorizamos, desde a fundação da centra, a participação das mulheres em todos os espaços. Não é à toa que somos a única central a trazer trabalhadoras em nosso nome. As mulheres, juntas, presentes ao Congresso, serão fundamentais para debater a situação de retirada de direitos que atinge principalmente as trabalhadoras e debater os rumos para nosso estado e nosso País”.

A retirada dos crachás ocorrerá no dia 9 no Sindicato dos Metalúrgicos, das 14h às 19h, e no dia 10 em Mendes, até o meio-dia.

Agenda

Abertura do IV Congresso da CTB-RJ
Data: 09/06/17
Hora: 18 horas
Local: Sindicato dos Metalúrgicos do Rio de Janeiro, Rua Ana Neri, 152 – Benfica, Rio de Janeiro.
Ás 21:00hs, ônibus partirão em viagem rumo à cidade de Mendes

Debates do Congresso e Plenária Final
Data: 10 e 11/06/17
Hora: 8h30 às 19h
Local: Centro Marista, rodovia RJ 127 – Km 32, número 1519 – Mendes (RJ)
Café da manhã, almoço, coffee break, jantar providos pelo hotel

*Texto de Renato Bazan para o Portal CTB atualizado por José Roberto Medeiros do Portal CTB RJ

Leia também...

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *