Acampamento Fidel Castro sofre novo ataque com pedido de reintegração de posse.

Acampamento Fidel Castro sofre novo ataque com pedido de reintegração de posse.

O município de Silva Jardim volta a ser palco protagonista da luta pelo direito à terra no Rio de Janeiro. Centenas de famílias que ocupam um terreno por uso capeao são alvo de um processo de reintegração de posse movido pelo empresário Cezar Faria Fiat, sócio em algumas empresas do ex-governador e atual presidiário Sérgio Cabral Filho.

A ordem de reintegração de posse foi emitida no último dia 4 e avança sobre um terreno que já estava sob o uso capeao. Das 189 famílias que vivem atualmente no acampamento, 100 podem ser atingidas se a medida se confirmar. Os trabalhadores tem 5 dias para se retirar do lugar.

“Essa ordem atinge cerca de 100 famílias. Nós estamos precisando da solidariedade dos movimentos sociais. Temos mais de 40 crianças e adultos doentes. Estamos, nesse momento, na defensoria pública preparando nossa defesa” – comentou Oto dos Santos, vice-presidente da CTB RJ e presidente da FETAGRI-RJ.

A reintegração de posse, nesse caso, é um claro caso de aumento dos latifúndios em detrimento do povo trabalhador do campo que busca terra para plantar e manter seu sustento. A CTB Rio de Janeiro se posiciona de forma solidária ao Acampamento Fidel Castro e se coloca ao lado da Fetagri nessa luta.

“A CTB Rio de Janeiro não pode, em hipótese alguma, compactuar com uma medida tão injusta como essa reintegração de posse que amplia os latifúndios no campo. Nós defendemos a reforma agrária, os trabalhadores assalariados do campo, os trabalhadores da agricultura familiar e não iremos nos furtar em lutar ao lado deles pelo direito à terra.” – afirmou o presidente da CTB RJ Paulo Sérgio Farias

Leia também...

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *