CEDAEANOS DENUCIAM DESMONTE DA EMPRESA

CEDAEANOS DENUCIAM DESMONTE DA EMPRESA

Uma das principais lutas dos trabalhadores da Companhia Estadual de Águas e Esgotos (CEDAE) é a realização de concurso público para todos os níveis escolares. Essa é uma das principais pautas da categoria, segundo o Presidente do Sintsama,  Humberto Lemos. O Sindicalista, que é Vice-Presidente Estadual da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB-RJ), denunciou também o alto investimento da companhia na terceirização dos serviços, precarizando o trabalho e abrindo mão de ter um efetivo próprio.

Lemos afirmou, em entrevista ao jornal Folha Dirigida, que “a memória técnica da empresa está se perdendo, uma vê que os terceirizados não tem um vínculo duradouro com a empresa”. O sindicalista denuncia o quadro atual no qual a empresa se encontra:

– Nos últimos dez anos perdemos grande parte dos nossos trabalhadores. Éramos 13 mil e hoje somos 6.500. E desse quadro, 2.100 estão para se aposentar. É o desmonte da empresa.

Para o líder sindical, a terceirização é danosa à empresa e acaba afetando diretamente a população:

– O déficit é de quase 70% da força de trabalho. A terceirização não resolverá os nossos problemas. Com ela, a rotatividade é muito grande e perde-se qualidade no serviço. Quem sai prejudicado é a população.

 

 

 

Leia também...

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *