Cedaeanos preparam ato contra desmonte da Cedae no Dia Mundial da Água

Cedaeanos preparam ato contra desmonte da Cedae no Dia Mundial da Água

No Dia Mundial da Água (próximo dia 22 de março), os trabalhadores da Cedae realizarão um grande ato na porta do prédio sede da Companhia, no centro do Rio, para protestar contra o desmonte da empresa.

Durante a eleição e após assumir o governo, Wilson Witzel, reafirmou diversas vezes sua posição em defesa da Cedae pública e estatal. Da mesma forma, o atual líder do governo, deputado Márcio Pacheco, também tem se posicionado pela manutenção da Cedae pública e estatal.

Na contramão destas declarações do governador e do seu líder na Alerj, o atual presidente da Cedae, Hélio Cabral, tem acentuado o desmonte da empresa, não resolvendo os problemas dos distritos, “queimando” a imagem da empresa junto à população para justificar a terceirização e a privatização, enfraquecendo diversos setores e desmontando chefias estratégicas, como Transporte e Equipamentos, áreas administrativas e atacando o Controle de Qualidade da empresa, gerando grande risco para a saúde da população.

O atual presidente da Cedae é oriundo do setor financeiro, com claras tendências privatistas e sem nenhuma preocupação ambiental. É de conhecimento público que ele era conselheiro de administração da Samarco quando houve o rompimento da barragem em Mariana (Minas Gerais), em 2015. Segundo o Ministério Público Federal, ele sabia dos riscos de vazamento de rejeitos de mineração. Mesmo assim, nada fez para evitar a tragédia que matou 19 pessoas, deixou centenas de desabrigados e poluiu o rio Doce. Hélio é um dos denunciados, ainda sem conclusão.

Data: 22 de março
Horário: a partir das 15h
Local: Av. Pres. Vargas, 2655 – Cidade Nova

Leia também...

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancelar comentário