Centrais iniciam mobilização para Assembleia Nacional da Classe Trabalhadora

Centrais iniciam mobilização para Assembleia Nacional da Classe Trabalhadora

Reunidas na sede da CUT-RJ, as Centrais Sindicais debateram nessa quinta-feira (31) o plano de mobilização para a Assembleia Nacional da Classe Trabalhadora e o Dia Nacional de Mobilização da Classe Trabalhadora contra o fim da aposentadoria. A data da atividade será o dia 20 de fevereiro, mas seu formato ainda está em debate.

Como agenda preparatória para esse grande dia de luta, as Centrais decidiram promover debates, assembleias e plenárias sindicais nas suas bases. Entre os objetivos da mobilização está a luta para derrotar a Reforma da Previdência de Bolsonaro e Paulo Guedes, que, seguindo a linha da Reforma de Temer, vem com o objetivo de distanciar ainda mais o trabalhador do direito à aposentadoria.

“A CTB orienta suas entidades filiadas a se incorporar na luta contra o fim da aposentadoria e da Seguridade Social. É preciso compreender a necessidade da mobilização da nossa classe contra o ataque que o governo quer fazer na Previdência Social. Aqui no Rio de Janeiro já no dia 6 estaremos fazendo um debate no Sindicato dos Comerciários sobre essa matéria é no dia 11 na Câmara de Vereadores de Niterói debatendo o ataque do governo a aposentadoria dos trabalhadores rurais. De qualquer que seja o ângulo da análise, a ideia do governo de mudar a atual estrutura da Previdência Social e extremamente nociva aos trabalhadores e as trabalhadoras. O fundamental é compreender a necessidade de resistir e ampliar a mobilização no sentido de buscar construir maioria na sociedade contra essa medida do governo.”

No próximo dia 6, às 16 horas, a CTB Rio de Janeiro irá promover um debate sobre a Reforma da Previdência no auditório do Sindicato dos Comerciários (Rua André Cavalcanti, 33 – Bairro de Fátima / RJ). Cinco dias depois, no dia 11, na Câmara Municipal de Niterói, a CTB-RJ junto com a Fetagri-RJ irão promover um debate sobre as alterações da legislação trabalhista no campo, que também irá englobar o debate da previdência para os trabalhadores e trabalhadoras rurais. Ambos os debates fazem parte da agenda de mobilização classista para a agenda do dia 20.

Leia também...

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancelar comentário