Chapa apoiada pela CTB RJ e pela FESEP RJ vence eleições do Sindicato dos Servidores Municipais de Nova Friburgo

Chapa apoiada pela CTB RJ e pela FESEP RJ vence eleições do Sindicato dos Servidores Municipais de Nova Friburgo

O Sindicato dos Servidores Públicos de Nova Friburgo está de volta à luta dos trabalhadores. Com 62,74% dos votos, a chapa apoiada pela CTB RJ, e pela FESEP-RJ, sagrou-se vitoriosa no processo eleitoral do Sindicato. A entidade estava sob intervenção da Justiça após o ex-presidente tentar se perpetuar no poder através de um processo eleitoral ilegítimo.

“Nós, da FESEP, acompanhamos a situação desse sindicato desde 2015, a pedido dos servidores de Friburgo porque o antigo presidente estava se perpetuando no poder com o mandato vencido. A partir de então, a Federação resolveu apoiar os servidores, porque haviam pelo menos 30 servidores que queriam se filiar e ele não deixava para que eles não concorressem ao pleito. Essa luta começou em 2015, com a justiça garantindo a integração de 33 servidores já em 2016. Depois disso, entramos com uma ação para depor o presidente que havia feito uma eleição fraudulenta. O Juiz deferiu e nomeou uma intervenção, feita pelo Dr Dominique Sander Leal Guerra. O pleito foi realizado na Câmara Municipal de Nova Friburgo, conduzido pelo Dr. Dominique e acompanhado pelo Dr. Derly, juiz da 2ª Vara do Trabalho de Nova Friburgo, que esteve de manhã para acompanhar a abertura do processo eleitoral.” – comentou Márcio Barroso, advogado da FESEP.

O interventor nomeado pela Justiça, Dr. Dominique Sander Leal Guerra, valorizou a democracia durante o processo eleitoral que devolveu a entidade aos trabalhadores da categoria:

“Acho que a eleição foi um exemplo de democracia. Duas chapas se inscreveram e os servidores puderam decidir com legitimidade e consciência os destinos da categoria. A intervenção se encerra com a sensação de dever cumprido. Desejo, particularmente, sucesso à nova diretoria.” – disse com exclusividade ao Portal CTB RJ.

O novo presidente eleito, o companheiro Ricardo Rocha, terá um grande desafio pela frente. Nova Friburgo é um município que não possui uma série de direitos que os Servidores irão buscar junto à nova gestão. Rocha classificou a situação dos servidores como precária e denunciou o absurdo do piso dos servidores municipais locais ser menor que o salário mínimo:

“A situação dos servidores públicos municipais de Nova Friburgo é precária. Estamos com um piso base de R$ 807,93, não obedecendo à constituição que determina que nenhum trabalhador pode ganhar abaixo de um salário mínimo. O Principal desafio para a nova gestão do Sindicato é conquistar um plano de cargos, carreira e salário que, hoje, não existe e acertar o salário dos servidores, que 90% tem um salário base inferior ao salário mínimo.” – afirmou Rocha.

O novo presidente também fez questão de agradecer às entidades que apoiaram essa retomada do sindicato para a classe trabalhadora:

“Desde já quero agradecer à Federação, à CTB, à CSPB, que sempre estiveram ao nosso lado, nos apoiando, sempre junto com a gente nesse momento.” – disse.

Leia também...

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancelar comentário