Comerciários e Vigilantes discutem parcerias

Comerciários e Vigilantes discutem parcerias

A presidenta do Sindicato dos Comerciários do Rio, Alexsandra Nogueira, recebeu na manhã desta terça-feira (10/7) a presidenta do Sindicato dos Vigilantes do Sul Fluminense, Valéria Alves, para discutir a assinatura de parcerias entre as categorias. Cada qual em seu segmento, os dois sindicatos têm como base comum os municípios serranos de Miguel Pereira e Paty do Alferes.

“Precisamos estar mais unidos que nunca, compartilhando bandeiras e até mesmo serviços, para que possamos resistir firmes neste momento de ataque aos direitos dos trabalhadores e aos sindicatos, seus principais instrumentos de luta”, comentou Alexsandra. “Caiu no nosso colo o momento mais difícil do sindicalismo, mas com a força das mulheres, vamos fazer a diferença”, acrescentou Valéria, em referência àinvestida do governo golpista de Michel Temer contra as entidades sindicais.

Colônia de férias – As presidentas discutiram proposta de convênio para que os vigilantes da região possam frequentar a Fazenda dos Comerciários, colônia de férias dos trabalhadores do comércio em Paty do Alferes. O que seria positivo para ajudar ambas as categorias: os vigilantes ganhariam nova opção de lazer e os comerciários aumentariam a arrecadação de recursos com a Fazenda. A proposta será ainda discutida pelas diretorias das entidades antes de ser formalizada, mas desde já os vigilantes estão convidados para participar da Festa Junina da Fazenda dos Comerciários, dia 28/7 (sábado), a partir das 20h, com entrada franca.

“Um erro grave dos sindicatos é não estabelecer parcerias entre si. Às vezes a gente contrata serviços na iniciativa privada que poderiam ser negociados ou mesmo compartilhados por entidades parceiras. Temos que usar os recursos dos trabalhadores para fortalecer a luta de outros trabalhadores”, opinou o diretor de Finanças do Sindicato dos Comerciários, José Cláudio de Oliveira, que também participou da reunião.

Mulheres no poder – Alexsandra e Valéria compartilham o fato de serem as primeiras mulheres a presidir os sindicatos de suas categorias. Além disso, o primeiro emprego de Valéria foi como repositora em um supermercado, enquanto Alexsandra chegou a fazer o curso de vigilante sem, no entanto, nunca ter exercido a profissão.

“Quando entrei no Sindicato eu era a única mulher. Sofri muito assédio moral, mas aos poucos conquistei o respeito e a confiança de todos. A chapa que apresentamos para a reeleição desta vez conta com quatro mulheres”, contou Valéria. “Olhar para você na presidência de uma categoria tão dominada pelos homens é ter a certeza de que estamos avançando para valorizar a participação feminina no sindicalismo”, observou Alexandra, que há pouco mais de um mês tornou-se a primeira presidenta em 110 anos de história do Sindicato dos Comerciários. Ela ocupa a posição enquanto o presidente do Sindicato, Márcio Ayer, se licenciou temporariamente como pré-candidato a deputado estadual.

Leia também...

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *