COMERCIÁRIOS: MESA REDONDA COM O GUANABARA TERMINA EM IMPASSE

COMERCIÁRIOS: MESA REDONDA COM O GUANABARA TERMINA EM IMPASSE

Em nova mesa redonda na Superintendência Regional do Ministério do Trabalho (SRTE), realizada na manhã desta quinta-feira (9/02), o Sindicato dos Comerciários do Rio manteve sua posição contra as demissões em massa promovidas pelo supermercados Guanabara e pela reintegração dos mais de mil funcionários demitidos no mês de janeiro. O presidente do Sindicato, Márcio Ayer, cobrou uma posição da empresa, uma vez que o Guanabara ainda não apresentou documentos para comprovar a suposta crise que atravessa como justificativa para demitir trabalhadores.

Os advogados do Guanabara responderam que a empresa não pretende readmitir ninguém, mas que vai cumprir o que foi determinado pela Justiça do Trabalho, que vetou as demissões coletivas e decidiu que qualquer outra demissão feita pela empresa ou a pedido dos comerciários terá que ser comunicada e negociada com o Sindicato.

O mediador da SRTE perguntou se o Guanabara não teria nenhum benefício adicional para oferecer aos já demitidos, além de se comprometer a manter a posição em relação às demissões futuras, de forma a possibilitar um entendimento com os trabalhadores, representados pelo Sindicato. Os representantes do Guanabara, no entanto, responderam que não vão apresentar nenhuma proposta neste sentido enquanto a questão não for resolvida na Justiça do Trabalho, em que a empresa trava com o Sindicato uma guerra de liminares.  Desta forma, a mesa de conciliação ficou prejudicada, sendo esgotadas as possibilidades de acordo extrajudicial.

Barras de ouro – “Agora é com a Justiça do Trabalho. Vamos apoiar os trabalhadores demitidos com a orientação especializada e gratuita do nosso Departamento Jurídico. E continuar cobrando na Justiça a reintegração dos demitidos, indenização por danos morais e a proibição de novas demissões em massa. É difícil acreditar que o Guanabara esteja em crise, uma vez que continua expandindo o negócio, paga um patrocínio milionário a escola de samba e distribui barras de ouro em suas promoções. A Justiça vai resolver”, comentou o presidente Márcio Ayer. Ele foi à mesa redonda acompanhado da vice-presidenta Alexsandra Nogueira, que é também empacotadora do supermercado, e do coordenador jurídico do Sindicato, Dr. Carlos Henrique de Carvalho.

Na saída da reunião, Márcio e Alexsandra aproveitam para conversar com trabalhadores demitidos do Guanabara, que estavam na Superintendência para homologar as rescisões dos seus contratos, processo que é acompanhado por homologadores e advogados do Sindicato.

Fonte: SEC-RJ

Leia também...

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *