CTB comemora 10 anos recebendo homenagens na ALERJ

CTB comemora 10 anos recebendo homenagens na ALERJ

A Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil – Rio de Janeiro foi homenageada, nesta segunda-feira (11), na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (ALERJ), pelos seus 10 anos de lutas a serviço da classe trabalhadora. A homenagem se deu por “Menção Honrosa” concedida pela Deputada Estadual Enfermeira Rejane (PCdoB) aos atuais presidentes e aos ex-presidentes nacionais e estaduais da CTB.

Foram homenageados os ex-presidentes Wagner Gomes (CTB Nacional), Maurício Ramos (CTB RJ) e Ronaldo Leite (CTB RJ) e os presidentes Adílson Araújo (CTB Nacional), que foi representado pelo Presidente do Diretório Estadual do PCdoB-RJ, João Batista Lemos, e Paulo Sérgio Farias (Presidente da CTB RJ).

Autoridades como a Deputada Estadual Enfermeira Rejane (PCdoB) e a Deputada Federal Jandira Feghali (PCdoB) se fizeram presentes em uma plateia lotada de lideranças sindicais e de movimentos sociais e populares que acompanhavam a solenidade. Em todas as falas, duras críticas às Reformas do governo golpista de Michel Temer, chamados à unidade da classe trabalhadora e promessa de mobilização e luta para barrar a Reforma da Previdência.

“É uma alegria muito grande completar 10 anos da CTB sabendo que, nesses 10 anos, a CTB sempre esteve à frente nas lutas dos trabalhadores e trabalhadoras praticando um sindicalismo classista, solidário e de luta. Chegamos aos 10 anos em 2007, com um governo que implementa uma agenda de retirada de direitos da classe trabalhadora ameaçando votar a Reforma da Previdência e, diante disso, reafirmamos nossa convicção que somente na luta, somente com a unidade da classe trabalhadora perseverando sempre na direção da superação desse momento que iremos vencer mais essa batalha. Felicitar esse momento é importante para todos nós porque é uma conquista da classe trabalhadora chegar com o vigor que chegamos nesses 10 anos apontando muita luta para os próximos 10 anos. E é esse o conjunto que fazemos aos trabalhadores e as trabalhadoras: vamos à luta que a luta é pra valer, temos muitas lutas pela frente pra fazer para barrar esse crime que é essa Reforma da Previdência e, para na prática, impedir essa malfadada Reforma Trabalhista.” – afirmou o Presidente da CTB RJ, Paulo Sérgio Farias.

 

Confira o álbum de fotos da homenagem feita pelo mandato da Deputada Enfermeira Rejane (PCdoB) aos presidentes da CTB, clique AQUI.

 

Leia abaixo o depoimento de diversas lideranças e autoridades presente nessa homenagem. 

Enfermeria Rejane (Deputada Estadual – PCdoB/RJ)

“São 10 anos de lutas. É uma das centrais mais novas que existe e já mostrou com seu trabalho toda a seriedade e respeito que tem pelo trabalhador, conquistando inúmeras conquistas. É importantíssima a organização da classe trabalhadora através dos seus sindicatos e das centrais para lutar contra todos esses impactos que influenciam na sua vida. Vivemos hoje o enfrentamento à Reforma da Previdência e da Reforma Trabalhista, que retirou direitos conquistados pelos trabalhadores na década de 40. A CTB cumpre esse papel de rua, de movimentação e de manifestação. É com muito orgulho que fazemos essa homenagem, comemorando 10 anos sabendo que ainda existem muitos anos pela frente e muitas mazelas dos governos Temer, Pezão e Crivella para enfrentar.”

Jandira Feghali (Deputada Federal – PCdoB/RJ)

“A CTB é uma central sindical classista e que coloca a visão classista na prática no enfrentamento com o capital e com o patronato. Por isso é uma central de grande credibilidade que tem crescido entre os trabalhadores e as trabalhadoras do Brasil e já tem hoje o reconhecimento das outras centrais. A CTB trabalha pela unidade, pela amplitude e pelos direitos nesse mundo do trabalho. Ver os 10 anos de luta e crescimento dessa central é uma honra enorme. Tenho muito orgulho de ver as bandeiras da CTB tremulando em todas as lutas importantes da classe trabalhadora. Não há nenhuma luta em que a CTB não esteja e por isso eu não faltaria às comemorações dessa década de lutas da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil.”

Wagner Gomes (Ex-Presidente da CTB nacional e atual Secretário Geral da CTB nacional)

“O nascimento da CTB é um acontecimento de grande importância. É uma central que vingou e que tem colaborado muito pela luta no país pelos direitos da classe trabalhadora. Estamos muito felizes de completar 10 anos de existência.”

Ronaldo Leite (Ex-Presidente da CTB RJ e atual Secretário de Formação e Cultura da CTB Nacional)

“Nos últimos 10 anos a CTB demonstrou a que veio, na defesa de um projeto de desenvolvimento nacional e de unidade das centrais sindicais. Apesar do período adverso, da conjuntura com o golpe, estamos produzindo muitos avanços na unidade e na luta da classe trabalhadora”

Maurício Ramos (Ex-Presidente da CTB RJ)

“Desde sua fundação até os dias de hoje, a CTB jogou papel e se esforça para unir os trabalhadores e defender seus interesses. Tem sido uma ferramenta muito importante na defesa da classe trabalhadora e do desenvolvimento do nosso país. A CTB coloca a questão maior da defesa do Brasil e do desenvolvimento no centro para o país se desenvolver e crescer, com a perspectiva de construção de uma nova sociedade, uma sociedade socialista. A CTB tem, desde o seu nascimento, essa perspectiva muito clara.”

Igo Menezes (Vice-Presidente da CTB RJ)

“Os 10 anos de CTB são um marco para os trabalhadores. A CTB iniciou várias lutas sempre acreditando na importância do pluralismo dentre as forças e na defesa da unicidade sindical e de sindicatos fortes. Fortalecemos a luta em defesa do salário mínimo, o que acarretou aumento em diversas categorias. Estamos na luta pela redução da jornada sem redução de salário. E, nesse sentido, a CTB surge como uma central ocupando um espaço de luta classista que outras centrais não ocupavam.”

Carlos Lima (Secretário Geral da CTB RJ e Presidente do Comitê Municipal do PCdoB-RJ)

“Os 10 anos de CTB são um sopro de renovação no movimento sindical brasileiro. Representam uma viragem num processo que necessitava de renovação. O movimento sindical brasileiro precisava de uma sacodida em temas importantes como o sindicalismo classista e o surgimento da CTB reacende essa questão. O sindicalismo classista compreende que a sociedade é dividia em classes e que existe uma classe que explora a classe dos trabalhadores. E a central sindical classista compreende que para superar a sociedade é preciso apresentar aos trabalhadores uma nova sociedade, uma sociedade socialista. A CTB procura trabalhar, no curso da vida política, essa perspectiva de transformação para uma nova sociedade. Na minha compreensão, os 10 anos de CTB estão mais vivos do que nunca nesse processo de renovação do movimento sindical brasileiro.”

 Eduardo Chamarelli (Secretário de Finanças da CTB RJ)

“É um prazer fazer parte dessa história de 10 anos. Uma central que já nasce se posicionando à esquerda, ao lado dos trabalhadores e dos direitos conquistados. É emblemático a força com que essa central nasceu, com a quantidade de pessoas que se identificaram com ela e vieram para a central, trazendo uma força popular que junta movimentos sociais, de rua e de trabalhadores para defender seus direitos. Esses 10 anos são um primeiro passo e temos muito mais pela frente.”

Rafael Amaral (Secretário Geral Adjunto da CTB RJ)

“Eu comecei a militar pela CTB há dois anos e vejo uma central que cumpre papel fundamental na questão da unidade dos trabalhadores. Num momento em que sofremos diversos ataques, a CTB é a principal central na unicidade, na união e na mobilização que é tão fundamental. Me orgulho muito de fazer parte da direção da CTB. Ainda temos muita luta pela frente. Estamos enfrentando agora a Reforma da Previdência, que é o pior ataque que a classe trabalhadora está sofrendo e a CTB tem papel de protagonismo na resistência da classe trabalhadora. Vida longa à CTB e parabéns pelos seus 10 anos.”

José Carlos Madureira (Secretário de Políticas Sociais da CTB RJ)

“Os 10 anos representam uma opção pela luta de classes, uma opção por defender um projeto de nacional-desenvolvimento com a valorização do trabalho e, defesa da democracia e dos direitos sociais. A Fundação da CTB é um marco na história da luta dos trabalhadores pelo fato da central defender um enfrentamento mais aberto e direto com aqueles que exploram o trabalhador brasileiro.” 

João Batista Lemos (Presidente do Comitê Estadual do PCdoB-RJ)

“Esses 10 anos de CTB significam a vitória de um sindicalismo de classe, democrático, unitário e plural. Um sindicalismo que liga as lutas imediatas dos trabalhadores com a luta mais política e mais geral do país, a luta de toda classe. Um sindicalismo que luta por um novo projeto nacional de desenvolvimento ao mesmo tempo que luta pelo socialismo brasileiro. Por isso que a CTB é a central que mais cresce. A central hoje disputa para ser a segunda maior central sindical do país. Hoje a CTB possui mais de 8 milhões de trabalhadores em suas bases. Por isso, do ponto de vista orgânico e da sua consolidação, ela é vitoriosa. Mas temos muitos desafios a enfrentar: precisamos derrubar o governo Temer, temos que abrir perspectiva para garantir as eleições de 2018. As eleições não estão garantidas e precisamos garantir a realização das eleições de 2018 para conseguir o objetivo da central de lutar por um novo projeto de nacional-desenvolvimento com valorização do trabalho, soberania e aprofundamento da democracia.”

 

Texto e Fotos: José Roberto Medeiros | CTB RJ

Leia também...

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *