CTB mobiliza bases para lutar contra a intolerância religiosa

CTB mobiliza bases para lutar contra a intolerância religiosa

A Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil – Rio de Janeiro está mobilizando sua base social para participar da 10ª Caminhada em defesa da liberdade religiosa. A atividade será realizada na Praia de Copacabana, no próximo dia 17 (domingo) e reunirá diversos movimentos sociais que lutam por uma sociedade mais justa, igualitária e onde o respeito à liberdade religiosa faça parte do cotidiano da população.

“Vivemos uma ofensiva conservadora em nosso país. Imagens e vídeos circulam as redes sociais com cenas de ataques às religiões de matriz africana. A violência contra a população de terreiro é uma realidade. Um país mais justo e democrático se faz com o respeito à todas as religiões, com o respeito à prática de todas as fés e por isso marcharemos no próximo domingo em busca de dignidade para a prática de todas as fés em nosso país.”-  afirma Mônica Custódio, Secretária Nacional de Promoção da Igualdade Racial da CTB.

O Secretário Estadual de Promoção da Igualdade Racial, Fagner da Silva Lopes, concorda com Mônica Custódio. O Cetebista acredita que essa luta é fundamental para o momento atual do país:

“Lutar pelo restabelecimento da democracia também é lutar contra a intolerância religiosa. Democracia pressupõe a liberdade de culto para todos e todas. Em especial, o povo negro, sabe muito bem o que é sofrer a perseguição por conta de sua fé. Desde os tempos coloniais as religiões e os traços da cultura afro-brasileira são atacados das mais diversas formas. Nós queremos democracia, queremos liberdade religiosa e exigimos respeitos.”

A Presidenta Estadual da União de Negros pela Igualdade (UNEGRO), Claudia Vitalino, afirmou que essa é uma agenda fundamental da luta dos setores progressistas do Rio de Janeiro:

“O lugar de todo aquele e toda aquela que defende um Brasil livre da intolerância, do racismo e do fascismo, no próximo domingo, é em Copacabana. Nossa caminhada será uma caminhada de paz, por justiça e liberdade religiosa. Será um grito contra a intolerância e contra toda essa ofensiva conservadora que ataca o povo negro e trabalhador desse país”.

Leia também...

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *