CTB-RJ PARTICIPA DE ATO DOS BANCÁRIOS CONTRA AUTONOMIA DO BANCO CENTRAL

CTB-RJ PARTICIPA DE ATO DOS BANCÁRIOS CONTRA AUTONOMIA DO BANCO CENTRAL

Diversos trabalhadores bancários e lideranças sindicais participaram, na tarde desta quinta-feira (02), de uma ato contra a independência do Banco Central em frente à sede da entidade na av. Presidente Vargas. A atividade foi convocada pelo Sindicato dosBancários e fez parte da greve da categoria, que já entra em seu terceiro dia. A CTB –RJ esteve presente no ato.

IMG_3779

O Secretário Geral da CTB-RJ e diretor do Sindicato dos Bancários, Carlos Lima, comentou que a greve dos bancários não tem data para terminar e que não existem negociações marcadas com os representantes dos bancos. Carlão explicou as dificuldades encontradas no processo de negociação:

– Esse é o nosso terceiro dia de greve graças à intransigência dos banqueiros, que são o segmento que mais lucra no País justamente por conta do Banco Central que premia quem faz especulação. Os bancos nos oferecem apenas 7,35% de reajuste, o que não chega nem próximo a um índice que recupere o poder de compra da categoria.

Carlão também foi enfático ao afirmar que “o Banco Central, sob o pretexto do controle da inflação, promove uma taxa de juros que serve para aumentar o lucro dos bancos”. O cetebista afirmou que o Banco Central necessita ser “monitorado pela sociedade” e que essa é uma discussão que interessa a cada trabalhador brasileiro.

 

IMG_3769

As intervenções da atividade lembravam das tentativas de privatização dos bancos públicos durante os anos FHC e elencava os prejuízos para a sociedade brasileira que a autonomia do Banco Central pode trazer. Nas palavras do Presidente da CTB-RJ, Ronaldo Leite:

– As centrais e os movimentos sociais compreendem que a independência do Banco Central consiste em entregar a nossa economia nas mãos dos banqueiros e por isso nós participamos desse ato de hoje e nos posicionamos contra a independência do Banco Central pois ela é nociva ao País.

O dirigente da CTB e do Sindicato dos Bancários, Sérgio Menezes, chamou todas as centrais à unidade na luta contra a autonomia do Banco Central. Em uma fala contundente, afirmou:

– É hora das centrais sindicais classistas estarem unidas para derrotar mais uma vez o campo do neoliberalismo. Somente com a mobilização da classe trabalhadora vamos conseguir avançar. Hoje, 70% dos deputados e senadores são financiados pelos bancos e não representam os trabalhadores brasileiros.

O Secretário de Comunicação da CTB-RJ e diretor do Sintsama-RJ, Paulo Sérgio Farias foi o último cetebista a falar na atividade e lembrou da importância de se derrotar propostas que representem atrasos para os trabalhadores no próximo domingo:

– Não podemos deixar que a desesperança e o desemprego vençam as eleições que estão se aproximando. Domingo, não podemos nos esquecer de quem é que defende propostas que não trazem avanços para a classe trabalhadora. Aqueles que defendem a autonomia do Banco Central são os mesmos que tentaram privatizar o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal. Eles não nos representam e não merecem o voto dos trabalhadores!

O ato transcorreu sem maiores incidentes e foi encerrado por volta das 18h.

Leia também...

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *