CTB-RJ participa de lançamento Campanha Salarial e debate de estratégias contra a privatização dos Correios

CTB-RJ participa de lançamento Campanha Salarial e debate de estratégias contra a privatização dos Correios

Na noite de quinta-feira, 29, o SINTECT-RJ realizou grande Plenária estadual de delegados sindicais em seu auditório. A reunião contou com a participação do presidente da CTB-RJ, Paulinho, dos diretores do SINTECT-SP Silvana e Manoel além de mais de 120 delegados sindicais de todas as regiões do estado do Rio de Janeiro.

Demonstrando disposição de luta e unidade, a reunião debateu diversas ações de enfrentamento aos ataques do Governo contra os trabalhadores ecetistas e os rumos da luta na campanha salarial deste ano.

A plenária contou com a presença do Paulinho, Presidente da CTB-RJ, que reforçou aos trabalhadores e trabalhadoras a importância da unidade da categoria. Para o presidente da CTB-RJ, “o momento é muito delicado para classe trabalhadora e exigirá de todos muita união para barrar o processo de privatização em curso”.

A campanha salarial foi debatida com exaustão dentre os presentes, o ponto mais discutido foi das dificuldades da negociação e o descaso da empresa desde o início das negociações, que desde o protocolo da pauta não se mostra disposta a negociar com as representações dos trabalhadores.

Outro ponto polêmico, e que foi discutido de forma democrática e responsável, foi sobre a prorrogação do Acordo Coletivo. Os delegados sindicais definiram de forma madura, consciente e em consenso de que na atual conjuntura se deve aceitar o pedido de prorrogação proposto pelo Ministro Vice-presidente do TST e aguardar a realização da reunião bilateral do dia 10/09, onde após o resultado dessa reunião, as Federações deverão tirar uma data de assembleia conjunta.

De acordo com Pedro Alexandre, diretor de imprensa do SINTECT-RJ, “a participação dos trabalhadores no processo de luta contra à privatização é de suma importância, e cabe a cada delegado e delegada sindical juntamente com a diretoria, mobilizar e conscientizar os trabalhadores sobre a importância de defender seus direitos, empregos e dos Correios 100% público”.

Por fim, foi aprovada a intensificação do combate ao desmonte da empresa e da coleta de assinaturas para o abaixo-assinado contra a privatização dos Correios.

Também foi aprovado a realização de 2 atos unificados, na quarta-feira, 4/9, em frente ao prédio dos Correios a partir das 11h, com carro de som, coleta de assinaturas contra a privatização. O segundo ato será no dia 7 de setembro, com a participação dos trabalhadores e diretoria do SINTECT-RJ no “Grito dos excluídos”.

A construção de um ato nacional unificado em defesa dos Correios também foi discutido e aprovado, porém a data será discutida entre as federações (FINDECT e FENTECT).

O SINTECT-RJ estará chamando outras categorias que também estão sob ataque do Governo Bolsonaro no processo de privatização para organizar uma grande plenária unificada das categorias.

Fonte: Sintect-RJ

Leia também...

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancelar comentário