CTB-RJ repudia declarações de Governador Wilson Witzel

CTB-RJ repudia declarações de Governador Wilson Witzel

Mais uma vez, a CTB Rio de Janeiro vem a público manifestar seu total repúdio à uma declaração absurda do governador Wilson Witzel. Ex-juiz federal, eleito pelo Partido Social Cristão (PSC), Witzel demonstra a cada dia sua desumanidade, seu autoritarismo e todo seu belicismo, fazendo dos pobres seu principal alvo.

No absurdo da vez, Witzel defendeu, à sua maneira, o uso de mísseis na Cidade de Deus para abater supostos criminosos. O governador, que já fez “live” em ação policial que metralhou comunidade em Angra dos Reis, atingindo desde casas à tendas de orações, agora fala em armamento de guerra pesada contra o povo.

Segundo o Censo 2010, cerca de 36 mil pessoas moravam na Cidade de Deus, número que se apresenta ainda maior na atualidade. Não é preciso ser nenhum gênio matemático para saber que um número inexpressivo dessa população pode ter algum tipo de envolvimento com o crime organizado. O governador demonstra, com declarações como essa, que sua política de segurança pública não vê problemas em colocar sob o alvo de seus mísseis os mais de 2 milhões de trabalhadores, trabalhadoras, crianças e estudantes que moram em comunidades no Rio de Janeiro.

À exemplo do chefe do executivo federal, Wilson Witzel adota o discurso beligerante para esconder suas próprias incapacidades. O governador, que gosta muito de defender práticas inconstitucionais e genocidas, em seis meses de governo não apresentou nenhum projeto sequer para nosso Estado. A UERJ, a UENF e a UEZO continuam sucateadas, temos os piores índices de emprego do país, o setor produtivo está completamente arrasado e, diante de tudo isso, não há um projeto sequer do governador para recolocar nosso Estado no caminho da paz e do desenvolvimento.

A declaração do governador é grave e estimula uma cultura de violência que precisamos derrotar no Rio de Janeiro. A CTB RJ repudia a postura do atual governador e faz um chamado a todas as entidades democráticas e republicanas não apenas a se manifestarem, mas que façam o que for possível em suas áreas de atuação para segurar a onda beligerante do governador Wilson Witzel.

Rio de Janeiro, 15 de Junho de 2019

Paulo Sérgio Farias
Presidente da CTB-RJ

Leia também...

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancelar comentário