Diretora da CTB denuncia falta de transparência com equipamentos de saúde comprados para combate a Covid-19

Diretora da CTB denuncia falta de transparência com equipamentos de saúde comprados para combate a Covid-19

A Secretária de Seguridade Social, Aposentados e Pensionistas da CTB-RJ, Maria Celina de Oliveira, denunciou ao Portal CTB-RJ a falta de transparência do Governo do Estado no gerenciamento dos equipamentos de saúde adquiridos para o combate à Covid-19. Após uma série de denúncias de corrupção na saúde, Cláudio Castro segue a mesma linha de Wilson Witzel e transforma a gestão da saúde no Estado do Rio de Janeiro em algo nebuloso.

É público que o governo do Estado recebeu doações de respiradores, roupa de cama, equipamentos de proteção, dentre outros itens, além de ter gasto uma grande quantidade de dinheiro na aquisição de equipamentos para os hospitais de campanha. Em outros estados, quando esses hospitais começaram a ser desmontados, os mesmos foram redistribuídos para as unidades locais de saúde. No Rio de Janeiro não se sabe o que será feito.

“Esse é o momento de reestruturar esses hospitais como o da Piedade, o Gaffrée e Guinle, o Pedro Ernesto, o próprio Souza Aguiar, onde faltam uma série de estruturas. Esses equipamentos podem mudar a qualidade do atendimento dos hospitais existentes.” – explica Maria Celina.

Entre os equipamentos que poderiam ser utilizados em outras unidades de saúde estão macas, roupa de cama, respiradores, ressuscitadores, equipamentos para exames especiais, e outros materiais que custaram dinheiro público oriundo do Ministério da Saúde, do Governo do Estado e de diversos municípios. O Conselho Estadual de Saúde já enviou pedido de esclarecimento aos Secretários de Saúde que passaram pelo governo, mas não obtiveram respostas.

A situação se torna ainda mais urgente, quando em meio a pandemia, o Rio de Janeiro viveu mais um drama ligado à saúde. Com sua verba reduzida pelos governos de Temer e Bolsonaro, o Hospital de Bonsucesso sofreu um incêndio há poucos dias, aumentando a urgência no bom uso dos equipamentos comprados para combater a covid-19.

“Em São João da Barra há um hospital público fechado. Ao lado dele construíram uma estrutura temporária para o combate à Covid-19. E agora vão desmontar o Hospital de Campanha e manter o outro hospital fechado? Hospitais como o Hospital de Bonsucesso, referência na área dos transplantes, esvaziado por falta de infraestrutura e mão-de-obra para atender as pessoas, e o de São João da Barra podem se reestruturar com esses equipamentos” – defendeu Celina.

A CTB-RJ está vigilante com o destino dos equipamentos comprados para o combate à Covid-19 e exige transparência do Governo do Estado na gestão dos mesmos.

Leia também...

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *