ECONOMIA PIORA E DESEMPREGO AUMENTA PELO 25º MÊS SEGUIDO NO LESTE FLUMINENSE

ECONOMIA PIORA E DESEMPREGO AUMENTA PELO 25º MÊS SEGUIDO NO LESTE FLUMINENSE

O relatório da Firjan, divulgado na sexta-feira, 19, apresenta uma preocupante piora na atividade econômica do Leste Fluminense. De acordo com os dados apresentados pela entidade patronal, o volume de produção recuou (42,6 pontos) e a demanda foi suprida pela redução dos níveis de estoques (45,2 pontos), que, inclusive, ficaram abaixo do planejado (35,7 pontos). As indústrias operam abaixo da média histórica, com apenas 52% de utilização da capacidade instalada, e o desemprego segue aumentando na região que apresentou redução do número de empregados pelo 25º mês consecutivo.

De acordo com a metodologia aplicada, os indicadores variam de zero a 100 pontos. Os valores abaixo de 50 indicam redução ou pessimismo e acima de 50 representam aumento ou otimismo. De acordo com o relatório, a expectativa é de queda na demanda por produtos (43,3 pontos) e, consequentemente, queda na compra de matérias-primas (43,5 pontos). A região Leste Fluminense, pelos dados da Firjan, é a única do estado que continua pessimista em relação à demanda por produtos e apresenta incertezas quanto ao ritmo de recuperação da atividade industrial, tanto interna como externa (37,5 pontos).

A pesquisa abarca os municípios de Araruama, Armação de Búzios, Arraial do Cabo, Cabo Frio, Casimiro de Abreu, Iguaba Grande, Itaboraí, Maricá, Niterói, Rio Bonito, Rio das Ostras, São Gonçalo, São Pedro da Aldeia, Saquarema, Silva Jardim e Tanguá.

Leia também...

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *