ELEIÇÕES DO SINTECT-RJ: CHAPA 1 NA LUTA POR MELHORES CONDIÇÕES DE TRABALHO

ELEIÇÕES DO SINTECT-RJ: CHAPA 1 NA LUTA POR MELHORES CONDIÇÕES DE TRABALHO

Em continuidade aos trabalhos realizados ao longo das últimas quatro gestões à frente do sindicato dos Correios, a CHAPA 1, Responsabilidade, Luta e Conquistas, apoiada pela CTB, enfrenta um novo processo eleitoral para a gestão 2017/2021, mais um desafio para seguir enfrentando às ameaças da empresa, defendendo os direitos dos ecetistas e preservando o patrimônio público, na luta contra a privatização que assombra a estatal. O Presidente da CTB-RJ, Ronaldo Leite, salientou a importância desse processo eleitoral para os sindicalistas classistas.

“A Chapa 1 representa o sindicalismo classista que luta diariamente por mais diretos e melhores condições de trabalho para os trabalhadores. Esse processo é a principal batalha eleitoral da CTB nesse fim de ano e vamos com muita disposição debater com a categoria para organizar a luta contra o sucateamento e a privatização dos correios, bem como a luta pela melhoria no dia a dia dos trabalhadores ecetistas.”

Com a experiência adquirida ao longo da trajetória sindical, a chapa reafirma suas propostas e bandeiras de luta que garantem à categoria condições dignas de trabalho. Entre elas, a defesa da entrega matutina, sistema que permite os trabalhadores executar suas tarefas no início do dia, para que não fiquem expostos as altas temperaturas, o que prejudica a saúde e compromete os serviços prestados. A luta por políticas de segurança, considerando o alto índice de assaltos – média de seis por dia no Rio de Janeiro-, não à privatização, melhorias no plano de saúde, ressarcimento do fundo de pensão Postalis, responsável por deixar os contribuintes sem o investimento que fizeram por toda vida, melhorias nas unidades, que atuam sem climatização adequada, entre outras.

O SINTECT-RJ, ao longo das últimas quatro gestões, foi protagonista de muitas conquistas para a categoria. Podemos destacar a última campanha salarial, que garantiu a categoria a manutenção de todos os direitos e aumento real acima da inflação, sem a necessidade de greve. Diversas ações jurídicas que beneficiaram a categoria também foram realizadas pelo sindicato. Entre elas, a ação de diferencial de mercado, que equiparou o salário dos trabalhadores do Rio com os de São Paulo, a ação do abono pecuniário, que obrigou a empresa a pagar 70% dos dias de férias vendidos, o AACD, que garante aos motociclistas o pagamento dos adicionais de periculosidade e adicional de atividade de coleta.

Candidato a reeleição como secretário-geral, Ronaldo Martins, falou sobre a importância da continuidade dos trabalhos para a categoria:

“Durante todos esses anos nós amadurecemos muito para atender as demandas dos trabalhadores. Nosso contato com a base é diário, nas unidades, nas agências, estamos todos os dias ouvindo os trabalhadores e trazendo os problemas e propostas da categoria para o sindicato. Essa é nossa missão. Nosso olhar hoje é de quem conhece a realidade e sabe o caminho para resolver, por isso, alcançamos tantas vitórias ao longo desses anos. Esse trabalho tem que continuar, os ecetistas ainda tem muito o que conquistar, no que diz respeito a melhores condições de trabalho”, afirmou.

Martins comentou ainda sobre a necessidade de manter um sindicato combativo na atual conjuntura do país. Segundo ele:

“No atual governo neoliberal, a privatização dos Correios está mais próxima do que nunca, como Michel Temer declarou no início de seu mandato. Essa postura coloca em risco o patrimônio dos brasileiros e o emprego da categoria. Precisamos manter o sindicato forte, comprometido com o papel social dos Correios e com os interesses dos trabalhadores e do povo”, ressaltou.  

Confira, abaixo, o primeiro material da Chapa 1.

15034385_1344958015514204_584262467_o 14976273_1344958022180870_232848088_o

15034105_1344958032180869_1231461047_o 15053221_1344958028847536_1543255651_o 14975945_1344958018847537_524977862_o 14970846_1344958025514203_1575907725_o

Leia também...

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *