Greve dos Comerciários fecha unidade da “Marisa” em Campo Grande

Greve dos Comerciários fecha unidade da “Marisa” em Campo Grande

A greve dos trabalhadores no comércio do Rio segue forte. Na última quinta-feira (16/8), os trabalhadores garantiram o fechamento da loja Marisa no calçadão de Campo Grande, na Zona Oeste da cidade. Os diretores do Sindicato dos Comerciários chegaram à loja no início da manhã para convencer os funcionários e funcionárias a participar do movimento por reajuste de salário e melhores condições de trabalho.

Insatisfeitos com as condições de trabalho na empresa, sobretudo com as jornadas acima de 8 horas sem o pagamento de horas extras, a maioria dos funcionários aderiu à paralisação.

Indagada pelo gerente da loja sobre o que a empresa poderia fazer para acabar com a greve, a presidenta interina do Sindicato, Alexandra Nogueira, disparou: “Pressionar o Sindilojas (que representa os patrões das lojas de shopping e comércio de rua) a conceder um reajuste digno aos comerciários e comerciárias, além de considerar as demais reivindicações dos trabalhadores. Chegamos à oitava rodada de negociações e até agora não tivemos avanços”.

Os comerciários reivindicam reajuste acima da inflação e equiparação ao piso regional (R$1.250). Cobram ainda outras medidas para valorizar os trabalhadores, como o adicional de 100% sobre as horas trabalhadas em feriados, o fim do trabalho aos domingos (supermercados e comércio de rua) e auxílio refeição diário.

Nas negociações, os sindicatos patronais ofereceram apenas 1,5% de reajuste, além da inclusão do pacote de maldades da reforma trabalhista nas convenções coletivas de trabalho. Querem inserir nas CCTs, por exemplo, o contrato de trabalho intermitente, a escala 12×36 com redução de salário e o horário de almoço de apenas meia-hora.

2 comments

Leia também...

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *

2 Comments

  • Elisangela da Silva Santana
    20 de junho de 2019, 09:43

    Estam mais do que certo é um abisurdo meia hora de almoço safadeza que faz com os funcionários eles merecem ganhar bem sim ter direito de plano de saúde de vale alimentação tudo que é de direito do funcionário

    REPLY
  • Elisangela da Silva Santana
    20 de junho de 2019, 09:47

    E revoltante que eles fazem com os funcionários exploram querem ficar mais rico ainda só juros abusivo que a Marisa cobra estou indignada com isso

    REPLY