Histórico: Sindicato dos Estivadores do Rio de Janeiro decide filiação à CTB

Histórico: Sindicato dos Estivadores do Rio de Janeiro decide filiação à CTB

O Sindicato dos Estivadores do Rio de Janeiro, entidade histórica dos movimentos sociais fluminenses e um dos mais antigos sindicatos do país, decidiu, na tarde dessa segunda-feira (21), pelo ingresso nas fileiras do sindicalismo classista da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB). As conversas se iniciaram há cerca de quatro anos e todo debate profundo sobre a concepção do que se espera do movimento sindical no momento em que vive o Brasil resultou na filiação da entidade.

O Sindicato dos Estivadores é uma entidade de luta. Participou ativamente de todas as mobilizações recentes em defesa da democracia e contra as reformas do governo golpista. Teve, junto com a Intersindical Portuária, uma atuação estratégica e eficaz nas greves gerais de 28 de abril e 30 de Junho.

Trata-se de um dos sindicatos mais antigos do Brasil, sendo fundado ainda na República Velha e atuando de forma importante para o conjunto dos trabalhadores e das trabalhadoras do Brasil nos momentos-chave de nossa história. Seja nas greves da década de 10, no processo de luta contra o fascismo nos anos 30, na resistência à ditadura militar, ou no combate às privatizações dos governos tucanos, os estivadores sempre estiveram presentes.

“Essa é uma decisão histórica. A filiação deste importante sindicato às fileiras do sindicalismo classista e que sem dúvida vai nos colocar em uma nova dimensão neste importante e estratégico ramo” – afirmou Paulo Sérgio Farias, presidente da CTB Rio de Janeiro.

Antes de se filiar à CTB, a entidade esteve filiada à CUT, mas decidiu que era hora de ingressar no Sindicalismo classista para enfrentar o novo momento político do Brasil e recolocar o país no caminho do desenvolvimento, do emprego e da democracia.

Leia também...

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *