Manifesto em defesa da democracia e dos servidores públicos da educação e da saúde de Duque de Caxias

Manifesto em defesa da democracia e dos servidores públicos da educação e da saúde de Duque de Caxias

A Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil – Rio de Janeiro e seu núcleo de educadores e educadoras, vem através desse manifesto, declarar seu apoio incondicional os/as educadores/as e profissionais da saúde de Duque de Caxias mediante os ataques que vem sofrendo por parte do governo municipal de Washington Reis (PMDB). Em especial, manifesta sua solidariedade com os profissionais da educação que viveram uma situação completamente inaceitável nesta última semana na Câmara Municipal da cidade.

Após uma assembleia da categoria, os professores foram em busca de diálogo com o poder legislativo para tentar evitar que fosse votada uma mensagem do poder executivo municipal que tentava tirar direitos da categoria. Os educadores, sem ser ouvidos pelos vereadores, decidiram pela ocupação da câmara Municipal, num ato legítimo de luta de uma categoria tão importante que está perdendo inúmeros direitos. Até o direito de greve, que se vê ameaçado com o desconto de 26 dias da greve que, na prática, ataca o direito da categoria de lutar por melhores condições de trabalho e ataca o direito dos estudantes de terem repostos os dias de aula perdidos.

Esse conjunto de proposta nefastas representam o alinhamento político da prefeitura de Duque de Caxias com o projeto dos governos de desmonte promovidos pelo mesmo partido nas esferas Estadual e Federal. Os educadores e educadoras que ocupavam a câmara foram, no entanto, vítimas dos mais diversos atos de opressão, cárcere e assédio. Essas práticas não se isolam à ocupação da Câmara. Dirigentes sindicais da saúde também já sofreram com a ação truculenta de agentes do poder municipal, que quer seja por descontrole pessoal, quer seja pelo motivo que for, ameaçaram a integridade de dirigentes do Sindicato dos Técnicos e Auxiliares de Enfermagem de Duque de Caxias.

A CTB Lança esse manifesto e conclama a toda sociedade civil organizada que assine esse manifesto em torno dessas bandeiras:

– Defesa e solidariedade aos profissionais da educação e da saúde de Duque de Caxias,

– Repúdio ao Prefeito Washington Reis e sua política neoliberal de desmonte dos serviços públicos,

– Pagamento imediato dos acordos feitos com os servidores,

– Não ao desconto de greve dos profissionais da educação,

– Em defesa do direito de greve dos profissionais da educação e da saúde,

– Fim das práticas de ameaça, repressão e assédio,

– Em defesa da democracia, do Estado democrático e de direito e dos direitos trabalhistas,

– Por Nenhum direito à menos para a Classe Trabalhadora.

A Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil – Rio de Janeiro convida todos e todos a assinarem o manifesto, comentando com o nome da entidade, em caso de entidades, e com o nome, a categoria e a entidade na qual milita (se houver), em caso de pessoa física. Os comentários com esses dados devem ser feitos no link: http://bit.ly/2uqLLZa

Assinam esse Manifesto

1 – Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil – Rio de Janeiro

2 – CTB Educação – RJ

3 – Paulo Sérgio Farias (Presidente da CTB Rio de Janeiro)

4 – Deputada Federal Jandira Feghali (PCdoB-RJ)

5 – Deputada Estadual Enfermeira Rejane (PCdoB-RJ)

6 –  Isis Tavares (Presidenta da CTB Amazonas, Secretária de Relações de Gênero da CNTE e SINTEAM)

7 – Lívia Fernandes (Sepe RJ)

8 – Márcia Carvalho (Diretora do Sindicato dos Técnicos e Auxiliares de Enfermagem de Duque de Caxias)

9 – José Carlos Madureira (CTB RJ)

10 –  Carlos Henrique Tibiriçá Miranda (Sindicato dos Economistas do RJ)

11 – Márcio Franco (Sinpro-RJ)

12 – Paulo Bretas Vilarinho Junior (Psicólogo e Professor da FAETERJ – Duque de Caxias)

13 – Eliane Alves (Aposentada)

14 – Andrea de Souza Costa (Técnica de Enfermagem)

15 – Vera Lucia Macedi (Técnica de Enfermagem)

16 – Eliza Chagas (Enfermeira)

17 – Sergio Da Cruz (Professor)

18 – Fátima Milanez (Técnica de Enfermagem)

19 – Walter Cecchetto Filho (SINDPEFAETEC)

20 – Regina de Souza (Sintuperj)

21 – Cláudio Afonseca (SINDPEFAETEC)

22 –  João Ferreira  (SEPE Cachoeira de Macacu)

23 – Tatiana Borges (Professora da Rede Municipal de Duque de Caxias)

24 – Eduardo Monteiro (Presidente Sinpro-Baixada e Diretor Executivo da FETEERJ)

25 – Marta Lima Vasconcelos Silva  (Professora)

26 – Maria de Lourdes Oliveira Pinheiro (Professora)

27 – Lavinia Costa (Professora e Secretária de Mulheres do PCdoB – Duque de Caxias)

28 –  Rui Oliveira (Secretario Sindical da CNTE)

29 – Guilherme L. Antunes (Presidente do DCE FEUDUC)

30 – Johnny Heringe (PCdoB – Duque de Caxias)

31 – Odete Rocha (Professora)

32 – Mariza Andrade da Silva (Farmacêutica Bioquímica )

33 – Andreia Rolim Quintino da Silva (Servidor da Educação – Duque de Caxias)

34 – Vânia Bertolot (Professora)

35 –  Mara kitamura  (Secretaria da Educação CTB -SP / SINPRO Sorocaba)

36 – Kátia Branco (Secretária da Mulher Trabalhadora da CTB RJ)

37 – Oto dos Santos (Vice-Presidente da CTB RJ e Presidente da Fetagri-RJ)

38 – Silvana Calcanho (Coordenadora do Acampamento de Trabalhadores Rurais Fidel Castro)

 

 

 

7 Comentários

Leia também...

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancelar comentário

7 Comentários

  • Márcia machado igrejas
    10 de agosto de 2017 , 00:49

    Fora WR!

    RESPOSTA
  • Maria Lenilva da Cruz Marques Costa
    10 de agosto de 2017 , 01:14

    Desrespeito e arbitrariedade, é o que temos sofrido por parte da PMDC- RJ.

    RESPOSTA
  • Antonio pereira dos Santos
    10 de agosto de 2017 , 03:34

    É preciso viabilizar um fundo financeiro que garanta os salários de todos servidores, e o com isso, dificultar os desmandos de prefeitos e governadores, caso contrário, eles continuaram a tratar com desrespeito e descaso, aqueles que dão a vida pelas nas suas profissões, para o bom desempenho dos serviços

    RESPOSTA
  • Deuseleia Maria Mercês da Silva
    10 de agosto de 2017 , 11:55

    Continuamos lutando por nossos direito e contra a corrupção. Fácil não, nunca é, porém desistir jamais.

    RESPOSTA
  • Auriceli de Lima Suzano
    11 de agosto de 2017 , 00:08

    Vamos lutar pela educação em Duque de Caxias! Nenhum direito a menos! Revoga o pacotão de maldades, já!

    RESPOSTA