Marmita Solidária: Rio repete o prato e chega a terceira edição

Marmita Solidária: Rio repete o prato e chega a terceira edição

Movimentos populares e centrais sindicais do Rio de Janeiro (entre elas a CTB-RJ) organizam a terceira edição da “Marmita Solidária” na próxima segunda feira (13). A ação vai distribuir gratuitamente refeições com alimentos agroecológicos para a população em situação de vulnerabilidade social e também para trabalhadores informais de aplicativos, os chamados entregadores delivery.

Serão preparadas 300 marmitas com alimentos agroecológicos produzidos pela agricultura familiar camponesa. A atividade acontece no Armazém do Campo RJ, localizado na Avenida Mem de Sá, 135, no bairro da Lapa, a partir das 11h. Os alimentos serão entregues na Rua do Passeio, Arcos da Lapa e Cruz Vermelha, locais com grande contingente de pessoas em situação de rua agravado pelo contexto da pandemia.

A atividade seguirá todos os protocolos de saúde para evitar a disseminação do novo coronavírus. As organizações que promovem a ação de solidariedade afirmam “que o mais importante neste momento é salvar vidas! Gritamos ‘Fora Bolsonaro!’ porque precisamos pressionar nossos governantes para manter o isolamento social, fazer políticas que possam garantir que o povo tenha teto, comida e roupa. E do outro lado, garantir que a produção de alimentos seja saudável e que possa vir a um preço justo para o trabalhador. Para isso, precisamos de políticas que incentivem a agricultura familiar e os pequenos empreendimentos. Em contrapartida, a solidariedade aflora nas tantas ações realizadas pelo nosso próprio povo”, destacam, em nota conjunta.

Com mais de 100 dias de pandemia, o governo federal falha em atender as urgências dos trabalhadores mais afetados pela crise. Milhares não conseguiram sequer receber o Auxílio Emergencial. A entrega de quentinhas para a população em situação de rua e trabalhadores informais de plataformas como Uber Eats e Ifood acontece pela terceira vez desde o início da crise sanitária.

O Brasil é o segundo país do mundo com maior número de contaminados pela Covid-19, contabilizando dezenas de milhares de mortos. Enquanto isso, o presidente Jair Bolsonaro segue minimizando a pandemia e espalhando desinformação sobre o vírus. “E daí? Lamento. Quer que eu faça o que?” e “o vírus é uma chuva, vai molhar vocês”, são algumas declarações do presidente sobre as mortes por coronavírus.

Também constroem a iniciativa “Marmita Solidária” o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA), Levante Popular da Juventude, Articulação de Agroecologia do Rio de Janeiro (AARJ), Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB), Central Única dos Trabalhadores (CUT), Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação (Sepe), Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (ANDES), União da Juventude Socialista (UJS), Sindicato dos Metalúrgicos do Rio de Janeiro, Sindicato dos Trabalhadores do Comércio do Rio de Janeiro e a Frente Brasil Popular (FBP).

Fonte: MST

Leia também...

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *