METALÚRGICOS REALIZAM ATO EM DEFESA DOS EMPREGOS E DA PETROBRAS

METALÚRGICOS REALIZAM ATO EM DEFESA DOS EMPREGOS E DA PETROBRAS

Os trabalhadores metalúrgicos do Rio de Janeiro, Niterói e Angra dos Reis fizeram nesta quarta-feira (4) um ato na porta da Petrobras, no centro da cidade, em defesa do emprego, da Petrobrás e da Transpetro. O ato teve como objetivo cobrar a manutenção dos investimentos, a continuação dos repasses de pagamentos das obras e a continuidade das atividades das empresas.

metalurgicos_012Os trabalhadores denunciaram a tentativa da mídia golpista em tentar desmoralizar a Petrobrás na tentativa de privatizá-la e de entregar as obras e o pré-sal para empresas estrangeiras e defenderam a manutenção do conteúdo nacional e a continuidade dos investimentos no setor, que em 2002
empregava cerca de 2 mil e que, agora, já conta com mais de 82 mil trabalhadores. O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do Rio de Janeiro (Sindimeta-Rio), entidade filiada à CTB, Alex Santos, declarou que “os trabalhadores são solidários à Petrobrás, mas ela precisa reconhecer o seu papel de empresa forte e nacional, gerar emprego e renda dentro do país. Muitos estaleiros enfrentam dificuldades e a corda sempre arrebenta nas mãos do trabalhador e a Petrobrás precisa estar de olho nisso”.

Uma comissão de representantes dos sindicatos de metalúrgicos foi recebida pelo diretor interino da área de assuntos corporativos, Antônio Sérgio, a quem foi entregue uma carta de reivindicações. O diretor se comprometeu a encaminhar a carta para a diretoria de engenharia e para a presidência da Petrobras, na tentativa de ter uma agenda com o presidente da estatal. Para o dirigente sindical metalúrgico de Angra dos Reis, Rogerinho, “o movimento é em defesa dos empregos, dos trabalhadores e da própria Petrobrás, na tentativa de buscar uma agenda positiva, contra as mentiras que a mídia tem apresentado”. O Presidente da CTB-RJ, Ronaldo Leite, também esteve presente na atividade e avaliou que o ato “foi importante pois foi uma demonstração da mobilização dos trabalhadores metalúrgicos em defesa dos empregos e da indústria naval com conteúdo nacional”.

Leia também...

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *