Mulheres lançam campanha contra violência: Quarentena sim, Violência não!

Mulheres lançam campanha contra violência: Quarentena sim, Violência não!

Mulheres, de diversas entidades se uniram para, nesse 1º de Maio, lançar uma campanha importante em defesa da vida das trabalhadoras. Segundo o manifesto da campanha Maio pela vida das Mulheres, a crise gerada pela Covid-19 aguçou as percepções do mundo para as desigualdades (sociais, raciais e de gênero), fazendo que os efeitos sociais da pandemia sejam sentido mais elas mulheres.

Ressaltando o aumento da violência doméstica, a campanha vai promover um tuitaço no fim da tarde desse dia 30 (às 17h) com as hashtags da campanha #quarentenasimviolencianao, #mexeucomumamexeucomtodas e #VizinhaVoceNaoEstaSozinha.

Veja abaixo o manifesto lançado pelas mulheres

A crise capitalista, agravada pelo Covid-19, chama atenção do mundo para as desigualdades sociais, raciais e de gênero. Os efeitos sociais da pandemia são sentidos principalmente pelas mulheres trabalhadoras. Além do homeoffice ou de estarem na linha de frente dos serviços essenciais que não pararam, como os de saúde ou limpeza, as mulheres são responsabilizadas também pelas tarefas domésticas, cuidados com crianças e idosos. Essa situação afeta particularmente as mulheres negras e pobres, que já sofriam mais com o desemprego e a informalidade. Mulheres lésbicas, bissexuais, travestis e transexuais convivem com a precariedade devido à expulsão de seus núcleos familiares e muitas estão em situação de rua. Mulheres com deficiência, que já sofriam com o isolamento, estão ainda mais vulneráveis à violência agora.

O aumento da violência doméstica contra mulheres e crianças na quarentena escancara a brutalidade do machismo! Por todo Brasil os registros dispararam. Só aqui no RJ, segundo dados do plantão da Justiça, os casos aumentaram em 50%! Um número alarmante, que exige medidas urgentes dos poderes públicos, principalmente neste cenário de desmonte de serviços públicos de saúde, fechamento de aparelhos de denúncia e de acolhimento das mulheres.

As mulheres estão em alerta contra a violência doméstica na pandemia! Somos muitas! De diferentes lugares, idades e espaços políticos. E estamos juntas para ocupar as redes, as janelas e a vizinhança com o MAIO PELA VIDA DAS MULHERES!

Isoladas, mas unidas, faremos uma grande e corajosa rede para estimular a denúncia da violência, mapear iniciativas e locais de amparo às mulheres em vulnerabilidade, exigir ações emergenciais dos governos e nos ampararmos. Nenhuma de nós está sozinha!

A quarentena é um direito de toda trabalhadora. Estar em casa não pode significar mais violência. Vem criar essa rede feminista!

#QuarentenaSimViolenciaNao

#MexeuComUmaMexeuComTodas

#VizinhaVoceNaoEstaSozinha

Leia também...

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancelar comentário