Mulheres negras lotam Copacabana em sua IV Marcha

Mulheres negras lotam Copacabana em sua IV Marcha

A  4ª edição da Marcha das Mulheres Negras tomou conta da avenida Atlântica neste domingo (29). Quase 10 mil pessoas participaram da manifestação que pautou a luta contra o racismo e contra a violência contra as Mulheres Negras no Brasil. O ato também lembrou a luta em defesa de justiça para a ex-vereadora Marielle Franco, brutalmente executada em um crime sem resposta que marcou toda a nação.

O ato começou no fim da manhã (11h) no Posto 4 da Orla de Copacabana, seguindo em caminhada até o Copacabana Palace, fazendo, ao longo de sua caminhada, um grande debate sobre as questões importantes para o movimento negro e a luta pela igualdade racial e pelo fim do racismo. A temática de mais mulheres nos espaços de poder e a luta por justiça para Marielle marcaram a atividade.

Segundo dados do Atlas da Violência 2018, do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), a taxa de homicídio de mulheres negras no país é de 5,3 por 100 mil habitantes, número é 73% superior ao registrado entre as mulheres não negras, cuja taxa de homicídios é de 3,1 por 100 mil habitantes.

A Marcha das Mulheres Negras, feita anualmente desde 2015, tem uma pauta com 27 reivindicações, que incluem o fim do feminicídio da mulher negra, a investigação dos casos de violência doméstica, o fim do racismo e sexismo na mídia, o acesso à saúde de qualidade, o fim da violência contra religiões de matrizes africanas e a entrada de mais mulheres nos espaços de poder.

A militância da CTB RJ esteve presente na atividade.

UNEGRO RJ foi uma das entidades que marcou presença na marcha.

Mulheres Negras marcharam por Copacabana

Leia também...

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *