Multidão toma ruas do centro do Rio contra Temer, Pezão e Crivella

Multidão toma ruas do centro do Rio contra Temer, Pezão e Crivella

Cerca de 2 mil pessoas, entre trabalhadores, trabalhadoras, jovens e estudantes, tomaram as ruas do centro do Rio de Janeiro para mais um ato contra o governo golpista e ilegítimo de Michel Temer (PMDB). O ato, intitulado “inaceitável”, tinha como mote a palavra que representava muito bem o sentimento do povo brasileiro diante da insistência em Michel Temer seguir na Presidência após de tudo que já veio à tona – com provas – sobre suas práticas nefastas.

“Temer é inaceitável por vários motivos. E o pior de todos eles é justamente pelo fato de ter patrocinado uma grande conspiração para dar um golpe e retirar do poder uma presidenta eleita por mais de 54 milhões de votos. É inaceitável ser implementado um programa que não teve o referendo do voto e que entrega a soberania nacional aos interesses de empresas e corporações transnacionais. Não podemos admitir como natural um governo ilegítimo comandado por um amontoado de personalidades denunciadas por diversos crimes e que se protegem atrás do manto da impunidade garantida por um judiciário parcial e que, podemos até afirmar, cúmplices desta impunidade. Este inaceitável governo que ataca os direitos dos trabalhadores através dessa inominável reforma trabalhista só está de pé por causa da conivência e tolerância dos meios de comunicação e da compra deslavada de votos no Congresso Nacional. Por isso somos por eleições diretas já. Fora Temer e diretas já. O povo deve decidir soberanamente os destinos da nação” – Afirmou o Presidente da CTB RJ, Paulo Sérgio Farias.

O ato seguiu em passeata pela Avenida Rio Branco até ser duramente reprimido pela Polícia Militar. Durante o cortejo, os gritos de Fora Temer se somaram à palavras de ordem contra a censura e pedidos de Fora Pezão e Fora Crivella. A Secretária da Mulher Trabalhadora da CTB RJ, Kátia Branco, fez uma breve avaliação:

“Foi mais um momento em que os movimentos sociais se reuniram para enfrentar os retrocessos que atingem a vida dos trabalhadores e das trabalhadoras. Esse ato unifica as lutas pelo Fora Temer e pelas Diretas Já, medidas necessárias para a urgente retomada da democracia em nosso país, com as lutas contra os desmontes e desmandos do governo de Pezão e contra todos os preconceitos e retrocessos representados pela prefeitura de Crivella. É um ato dos trabalhadores, das mulheres e dos jovens por mais direitos, mais democracia e pelo fim da agenda entreguista e reacionária!”

Leia também...

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *