Nota de Repúdio: Veto de Bolsonaro a uso de máscaras confirma política genocida do governo federal

Nota de Repúdio: Veto de Bolsonaro a uso de máscaras confirma política genocida do governo federal

A CTB Rio de Janeiro manifesta, através da presente nota, seu total repúdio ao veto do presidente Jair Bolsonaro às medidas que obrigavam o uso de máscara em locais fechados como Shoppings Centers, repartições públicas e estabelecimentos religiosos. Defendemos que nosso país pare de negar a ciência e siga a orientação da Organização Mundial da Saúde, que afirma que o uso de máscara pode salvar vidas e reduzir os índices de infecção.

Segundo a Epicovid19- BR, estudo feito pela Universidade Federal de Pelotas (UFPel) e financiado pelo Ministério da Saúde para monitoramento da epidemia, no último um mês e meio, as reduções das políticas de isolamento dobraram o número de brasileiros infectados pelo vírus. Hoje, por dados do consórcio dos veículos de imprensa, já ultrapassamos 60 mil mortos e 1 milhão de infectados.

O veto ao uso de máscaras não tem nada a ver com o falso discurso que vem guiando a cabeça do presidente e separa economia e saúde. Esse veto tem única e exclusivamente um viés genocida. Um veto que coloca vidas em riscos e auxilia o vírus a se espalhar mais rápido pelo povo brasileiro.

Nós, da CTB-RJ, acreditamos que, com esse veto, não existe mais máscara que cubra a real face desse governo: a face do desprezo pela vida humana. Bolsonaro é o mensageiro da morte e seu descaso com o combate ao novo coronavírus apenas reflete o seu desprezo pela vida do povo brasileiro.

Fora Bolsonaro!

Rio de Janeiro, 3 de Junho de 2020

Paulo Sérgio Farias
Presidente da CTB Rio de Janeiro

Leia também...

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancelar comentário