Prefeitura deve R$ 40 milhões ao Hospital de Acari e trabalhadores decretam greve

Prefeitura deve R$ 40 milhões ao Hospital de Acari e trabalhadores decretam greve

O descaso do Governo Crivella com a saúde pública gerou mais uma crise que afeta a vida dos trabalhadores e das trabalhadoras. A gestão do prefeito acumula, com o Hospital municipal Ronaldo Gazolla, em Acari, uma dívida que já chega a  R$ 40 milhões. A unidade convive com atrasos de sal´årios e, diante de tanto descaso, os médicos locais decidiram entrar em greve na última terça-feira (16).

Durante a greve, apenas 30% dos profissionais estarão presentes na unidade. Os profissionais não receberam os salários de Setembro e apenas 30% dos salários de Agosto.

“A situação está tão difícil para quem tem um emprego só que fizemos uma arrecadação de alimentos para poder ajudar outros funcionários”, disse, uma enfermeira, em entrevista ao Jornal O Globo.

A falta de verbas afeta o funcionamento do hospital que restringe, cada vez mais, seu atendimento. De um total de 124 leitos clínicos, só 33 estão ocupados. Há relatos de doentes que estão tendo alta por falta de insumos e medicamentos.

Segundo dados oficiais no portal de transparência da Secretaria Municipal de Saúde, em agosto de 2017, o Ronaldo Gazolla teve mais de 25 mil procedimentos realizados, entre exames e consultas. Neste ano, o número total de procedimentos em agosto caiu para 16 mil. Procedimentos que não deixaram de ser feitos por conta da greve, mas sim por ausência de insumos.

Leia também...

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *