QUARTA-FEIRA É DIA D PARA A GREVE DOS GUARDAS MUNICIPAIS DE MACAÉ

QUARTA-FEIRA É DIA D PARA A GREVE DOS GUARDAS MUNICIPAIS DE MACAÉ

Os trabalhadores e trabalhadoras da Guarda Municipal de Macaé, cujo sindicato é filiado à CTB, já estão a 14 dias em greve e preparam um grande ato para a próxima quarta-feira para pressionar o poder público municipal a atender as reivindicações da categoria que são:

1) as progressões do plano de cargo e salários previstas nas leis complementares 154 e 161 que dizem respeito as categorias de Guardas Municipais e Guardas Patrimoniais, respectivamente. Representadas legalmente pelo Sindguarda e que estão em atraso há mais de três anos.

2) Horas Extras feitas em 2015 que até agora não foram pagas sem justificativa razoável para isso.

4) Implementação da Lei 13022, cuja o prazo se esgota no próximo mês

5) Revisão do Plano de cargos e salários (Através do Nivelamento), lei 154, com o fim de reparar as injustiças causadas, principalmente, pelo primeiro enquadramento e fazer respeitar o tempo de serviço do servidor.

Abaixo, segue comunicado feito pelo Sindicato em suas redes sociais:

A Guarda Municipal tem sido o reflexo dos últimos mandatos da administração pública no município de Macaé. O nome da nossa instituição tem sido jogado na lama por sucessões de administrações desastrosas. Chegamos na encruzilhada com um gestor que tem atacado o servidor público na tentativa de jogar nas costas dos últimos a culpa dessa situação, fruto de um projeto de sucateamento onde tal gestores são estratégicos.
O desenrolar da marcha evolutiva das políticas de segurança pública vem cair, cada vez mais, sobre os ombros dos municípios a responsabilidade com a segurança pública. A prova disto, é a lei 13022, estatutos das Guardas Municipais, lei federal que descarrega sobre o guarda municipal funções que ultrapassam aquelas limitadas pelo Art 144. Ou seja, passamos a possuir poderes e deveres policiais e fomos incluídos no Conselho nacional de segurança pública.


Desta forma, ao ignorar o vencimento do prazo da adequação da 13022, o prefeito e o Secretário de ordem pública estão negligenciando a segurança do município de Macaé. O governo da mudança se nega em por em marcha as mudanças necessárias que tal lei federal, fruto da evolução natural das políticas públicas, exige.


Nós, servidores da guarda municipal de Macaé estamos em GREVE para alertar a população macaense deste perigo e tentar, também, sensibilizar nossos gestores para este problema e para a catástrofe que se configurará caso continuem a ignorar o nosso alerta.

Leia também...

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *