Servidores Municipais de Resende decretam greve de 24 horas

Servidores Municipais de Resende decretam greve de 24 horas

O Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Resende (SFPMR) e a Associação de Professores do Município de Resende (APMR) se reuniram em assembleia unificada no último dia 2 de agosto, no auditório do Colégio Olavo Bilac para deliberação de greve conjunta das categorias. A assembleia decidiu por uma greve de 24 horas, começando em 9 de Agosto.

A greve tem como motivação o fato do governo não ter apresentado nenhuma proposta de reajuste. A categoria dos Funcionários Públicos municipais não recebe um aumento salarial há 3 anos e suas perdas salariais já os deixam com um salário base menor que o salário mínimo nacional.

“Nós entendemos o momento do País e do Estado, mas os gestores locais precisam compreender que o servidor público insatisfeito não tem motivação para prestar o nível de serviço que a população merece.” – afirmou Georvanio Sousa, vice-presidente do SFPMR.

O Presidente da Federação Estadual dos Servidores Públicos Municipais (FESEP), o companheiro Marquinho, falou sobre a importância dessa mobilização:

“O processo de negociação lá em Resende, feito pelo Sindicato dos Servidores de Resende, já tinha se indiciado com o encaminhamento de pauta ao Prefeito de Resende. O prefeito tinha pedido prazo até o fim do semestre para apresentar uma proposta e infelizmente isso não aconteceu. Sendo assim, na assembleia, os servidores decidiram pela greve de 24 horas. O prefeito fala da impossibilidade de dar reajuste ao servidor e a gente entende que só com a mobilização que iremos conseguir avançar e conquistar esse reajuste. Por isso faremos a greve de advertência, de 24 horas, dia 9 de agosto com ato ao meio-dia na porta da prefeitura como forma de pressionar pelo reajuste dos servidores que estão sem reajuste há 3 anos.”

Leia também...

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *