SERVIDORES SOFREM FORTE REPRESSÃO EM ATO CONTRA “PACOTE DE MALDADES” NA ALERJ

SERVIDORES SOFREM FORTE REPRESSÃO EM ATO CONTRA “PACOTE DE MALDADES” NA ALERJ

Mais uma vez, o Governo do Estado do Rio de Janeiro recebeu com truculência e violência desproporcional os manifestantes que lotaram as ruas do centro da cidade contra o Pacote de Maldades de Pezão e Dornelles. O pacote, que coloca na conta dos servidores e do povo do Estado do Rio de Janeiro a conta pela farra das isenções fiscais que marcaram os governos de Cabral e Pezão.

“É inaceitável esse tratamento violento que o Governo do Estado dá aos servidores que trabalham duro, dia a dia, pelo Rio de Janeiro. É mais inaceitável ainda que, esse mesmo governo, coloque nas costas do servidores e dos trabalhadores a conta pela irresponsabilidade dele para com os recursos públicos. Nós, da CTB-RJ, somos totalmente contra os ataques aos trabalhadores promovidos pelos governos Temer e Pezão e vamos lutar, ao lado dos trabalhadores e trabalhadoras do Rio de Janeiro, para resistir a esse pacote absurdo.”

Os manifestantes se concentraram em frente à ALERJ desde cedo para manifestar a contrariedade ás medidas apresentadas pelo governo do Estado. A ALERJ, mesmo com milhares de trabalhadores do lado de fora protestando contra, manteve o cronograma de votação. Enquanto os deputados iniciavam a votação que pode tirar inúmeros direitos e reduzir os salários dos servidores, trabalhadores eram recebidos com spray de pimenta e bombas de efeito moral naquela que deveria ser a casa do povo.

Leia também...

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *