SINDIMETAL-RIO INAUGURA SALA EM HOMENAGEM A ADEMIR CACALVANTI

SINDIMETAL-RIO INAUGURA SALA EM HOMENAGEM A ADEMIR CACALVANTI

Nesta sexta-feira (25), a direção do Sindimetal-Rio prestou uma bela homenagem ao companheiro Ademir Cavalcanti, que era diretor desta entidade quando faleceu em 11 de junho deste ano.

No ato, além dos diretores do Sindicato, também estavam a esposa e filhos e vários colegas de trabalho da Nuclep. O presidente do Sindicato, Jesus Cardoso, lembrou que era na sala que agora leva o nome de Ademir, onde ele sempre estava nas reuniões da diretoria sindical. E também sempre lutando em prol do trabalhador.

O presidente do Grêmio dos Aposentados, Nobre, também destacou que Ademir sempre foi querido por todos e que chegou a ser convidado para presidir o Sindicato, porém ele recusou porque não queria deixar a fábrica.

Muito emocionados, esposa e filhos ajudaram a descerrar o pano que cobria a parede onde agora ficará imortalizado o nome de Ademir Cavalcanti. Por fim, seu filho fez uma bela apresentação de flauta, outra grande paixão de Ademir.

Ademir era metalúrgico desde 1980 e funcionário da Nuclep desde 1991. Foi diretor do Sindimetal-Rio pela primeira vez em 2002. Também era Diretor da Associação dos Funcionários da Nuclep.

Paulista de nascimento e santista de coração, era um companheiro de convicções firmes, que “brigava” na defesa de seus ideais. Não media esforços quando a luta era em prol do trabalhador.

Metalúrgico em São Paulo, logo ingressou no movimento sindical ainda no fim da Ditadura Militar. Depois veio para o Rio de Janeiro, onde manteve firme sua defesa da classe operária.

Ademir ainda era músico e tocar era sua grande paixão. No último 11 de maio, foi o responsável por fazer o encerramento do primeiro dia de congresso dos metalúrgicos do Rio de Janeiro. Encerrou o ato tocando A Internacional, acompanhado em coro pelos presentes.

Leia também...

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *