SINTECT-RJ COBRA MELHORES CONDIÇÕES DE TRABALHO EM SÃO GONÇALO E ITABORAÍ

SINTECT-RJ COBRA MELHORES CONDIÇÕES DE TRABALHO EM SÃO GONÇALO E ITABORAÍ

Em reunião realizada na sede dos Correios, no centro do Rio de Janeiro, os diretores do SINTECT-RJ, André Messias e Marcos Sant’aguida, junto com representantes sindicais das unidades de Tribobó, Nilo Peçanha, São Gonçalo e Itaboraí, cobraram da direção dos Correios, a climatização adequada do ambiente de trabalho dos ecetistas das respectivas unidades. O encontro, que aconteceu no dia 10 de novembro, expôs a real situação dos trabalhadores das unidades que cumprem a sua jornada de trabalho dentro de um ambiente insalubre devido à falta de sistemas eficientes de ventilação.

Para suportar o calor excessivo muito dos ecetistas molham a camisa e o rosto conforme explica o trabalhador da unidade de Tribobó, Fabio Santos:

“O calor na unidade é insuportável, ainda mais nessa época do ano, com as altas temperaturas do verão carioca. Para suportar precisamos molhar o rosto e a camisa, de fato, todos esses problemas influenciam na nossa saúde, pois nos sentimos mais cansados e estressados devido ao calor excessivo”, explicou o ecetista.

Em resposta as reivindicações dos trabalhadores representantes da empresa visitaram as unidades e se comprometeram a realizar melhorias no ambiente de trabalho dos ecetistas, além de solucionar o deficit de pessoal na unidade de Tribobó.

Descrente das promessas da ECT, os trabalhadores do CDD Nilo Peçanha, Tribobó e CTE São Gonçalo decidiram em assembleia manter o estado de greve nas unidades. Será agendada uma nova reunião com representantes da região de Niterói, São Gonçalo, Itaboraí e Maricá para tratar dos problemas enfrentados nas unidades.

O SINTECT-RJ vai continuar acompanhando, fiscalizando até a empresa cumprir o acordo de climatizar adequadamente o ambiente de trabalho.

Leia também...

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *