Técnicos de Enfermagem das Clínicas da Família em greve mobilizada no Rio de Janeiro

Técnicos de Enfermagem das Clínicas da Família em greve mobilizada no Rio de Janeiro

Os trabalhadores e as trabalhadoras Técnicos de Enfermagem das Clínicas da Família do Rio de Janeiro estão em greve! A categoria, juntamente com Sindicato dos Auxiliares e Técnicos de Enfermagem do Rio de Janeiro (SATEMRJ), decretou Greve Geral, a partir do dia 30 de outubro. A decisão foi tomada em assembleia, realizada terça-feira, dia 24 de outubro, na sede do Sindicato. O movimento contra o desmonte das unidades de saúde foi aprovado por unanimidade.  A categoria está reivindicando:

1-Recomposição do orçamento do ano de 2017 da Secretaria Municipal de Saúde e integral execução do valor previsto no orçamento.

2-Orçamento da Secretaria Municipal de Saúde para 2018 com acréscimo de 250 milhões de correção pela inflação.

3-Revisão das demissões de todas as categorias profissionais que atuam na atenção primária e nenhuma demissão a mais.

4-Regularização do abastecimento de medicação e insumos.

5- Horas extras.

6-Gratificação por especialidade.

7-Data de pagamento até o dia o 5º dia útil do mês.

Depois da decretação, a greve começou mobilizada conforme o calendário estabelecido na assembleia. Foi realizado um ato no Palácio da cidade, durante um evento da Prefeitura, onde o Prefeito Marcelo Crivella (PRB) foi abordado. Os trabalhadores e trabalhadoras cobravam serem recebidos pela Prefeitura e o contato das lideranças do movimento foi entregue ao cerimonial do Prefeito que, em momento posterior, agendou reunião para o próximo dia 13 com representantes da categoria. Uma reunião com o Secretário de Saúde também foi agendada, esta para o próximo dia 10.

Os técnicos também se reuniram com o Ministério Público do Trabalho, que agendou uma audiência no dia 14 entre este ministério, entidades dos trabalhadores, representantes das OSS e secretarias de saúde e fazenda do município. Os vereadores Rosa Fernandes (comissão de orçamento), Paulo Pinheiro (comissão de saúde), Paulo Messina (líder do governo) e Carlos Eduardo (ex-secretário de saúde) também foram procurados, mas apenas Messina recebeu a categoria. Os trabalhadores querem o estabelecimento de uma mesa de negociação  que debata o orçamento de 2017 e 2018 e as demais pautas da categoria.

As vitórias da categoria já começaram a aparecer. O SATEMRJ considera vitoriosa a adição de uam emenda de R$ 500 milhões no  Orçamento 2018, mas lamenta não ver no mesmo orçamento ou em algum documento oficial a previsão de dinheiro para cumprir os contratos de 2017.

Outras categorias também decretam greve na saúde municipal

No último dia 31 foi realizada uma grande plenária do movimento “nenhum serviço de saúde a menos”. Nela, os Psicólogos informaram que a rede municipal da categoria decretou greve a partir do dia 7 de novembro. Os nutricionistas também decretaram greve, que será iniciada em 9 de novembro. Os médicos, que já estão em greve na rede municipal, farão nova assembleia no próximo dia 6.

Agenda dos Trabalhadores da Saúde do Rio de Janeiro

06 de novembro

Manhã: atos descentralizados (regionais) articulando mais de um serviço para ações conjuntas nos territórios
14h: Assembleia dos Médicos
14h: Assembleia dos Técnicos de enfermagem
18h: Assembleia dos Assistentes Sociais
19h: Plenária do Vamos em Duque de Caxias (movimento convidado a fazer uma fala)

07 de novembro

Assembleia dos Psicólogos

09 de novembro 

Assembleia dos Nutricionistas

10 de novembro

14h: Reunião com Secretário Municipal de Saúde
14h: Ato do movimento em frente a Prefeitura
17h: Ato unificado Nacional – Dia de lutas contra as reformas trabalhista e previdenciária

11 de novembro

14h: Plenária do movimento (local a confirmar)

13 de novembro 

Ações descentralizadas nas unidades de saúde
14h: Reunião com o Prefeito

14 de novembro

14h: Reunião ordinária do Conselho Municipal de Saúde
14:30h:  Audiência no MPT

Leia também...

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *