Trabalhadores da Saúde fazem protesto contra reduções na Estratégia de Saúde da Família

Trabalhadores da Saúde fazem protesto contra reduções na Estratégia de Saúde da Família

Na manhã da última terça-feira (30), centenas de trabalhadores e trabalhadoras da saúde lotaram a frente da Câmara Municipal do Rio de Janeiro (CMRJ) para protestar contra a iniciativa do governo de Marcelo Crivella (PRB) de reduzir a Estratégia de Saúde da Família e outros cortes na saúde municipal.

Eleito com o slogan de “cuidar das pessoas”, Crivella tem efetuado uma série de desmandos e irresponsabilidades com a saúde pública carioca, levando a mesma a um quadro de colapso. A CTB Rio de Janeiro se insere na luta ao lado dos servidores e militantes do movimento “nenhum serviço de saúde a menos”, combatendo o descaso de Crivella com as saúde do povo carioca.

Casa Civil confirma cortes na saúde

O secretário-chefe da Casa Civil, Paulo Messina, confirmou na última sexta-feira (26) que seriam feitos cortes de cerca de 200 equipes de médicos de família no município do Rio de Janeiro. Até setembro deste ano, havia 1.292 equipes de saúde da família atuando no município, o que dá uma cobertura de cerca de 70% da população do Rio.

Como cada equipe conta com pelo menos sete pessoas, a estimativa é de que, no mínimo, 1.400 pessoas sejam afetadas. Messina, porém, afirma que nem todas serão demitidas, podendo ser reaproveitadas em outras unidades de saúde municipais. Ele ressalta também que há equipes incompletas, portanto, um profissional de uma equipe que deixará de existir pode ser reaproveitado em uma que esteja incompleta.

Independente das justificativas da equipe do Prefeito Crivella, o fato é que a estratégia tão importante pra a saúde do povo carioca, que já não atendia a toda população, terá sua abrangência de atendimento reduzida, aumentando os problemas já vividos no setor da saúde pública.

Leia também...

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *