Truculência e ameaças a trabalhadoras rurais em São Pedro da Aldeia

Truculência e ameaças a trabalhadoras rurais em São Pedro da Aldeia

Símbolo de resistência e da luta do campo, não é de hoje que o acampamento Emiliano Zapata sofre com a ameaça e com a conivência das forças policiais aos abusos contra os trabalhadores do campo. O Portal CTB RJ vem denunciando, desde o ano passado, inúmeros casos de abusos cometidos contra a categoria rural e a resistência heróica dos companheiros e companheiras assentados no município de São Pedro d’Aldeia.

Essa semana, novos casos de abusos graves foram relatados. As companheiras trabalhadoras rurais do emiliano Zapata  informaram que estão sofrendo uma série de abusos de profissionais da delegacia de polícia civil de São Pedro da Aldeia. Segundo os relatos das trabalhadoras, elas são chamadas de ladras de terra mesmo possuindo documentos que comprovam que estão legalmente assentadas no local.

“É completamente inadmissível esse tipo de opressão promovida por um órgão que tinha o dever de defender os trabalhadores e as trabalhadoras. Em especial, as mulheres, sofrem com a prática truculenta de órgãos policiais. Essa realidade precisa mudar. Precisamos de uma polícia treinada para atender e defender o povo e não para ser guardiã de interesses de latifundiários.” – afirmou Kátia Branco, Secretária da Mulher Trabalhadora da CTB RJ.

A CTB Rio de Janeiro manifesta-se ao lado dessas trabalhadoras, denunciando mais esse abuso e ficando alerta a todas as movimentações que cercam o acampamento. O Vice-Presidente da CTB RJ, Oto dos Santos, criticou a ação da polícia e os ataques ao acampamento:

“Depois de queimarem barracas, roubarem utensílios e ameaçar com força policial nosso acampamento, agora temos mais essa denúncia absurda.” – comentou Oto.

Leia também...

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *