Votação do veto do Pezão sobre a Cedae é adiada

Votação do veto do Pezão sobre a Cedae é adiada

Os trabalhadores da Cedae lotaram nesta quarta-feira, dia 28 de novembro, as galerias da Alerj para cobrarem dos deputados estaduais a derrubada do veto do Pezão. Muitos cedaeanos ainda ficaram de fora da Assembleia por conta da lotação, mesmo assim a votação foi adiada, ainda sem data definida.

Deputados ligados ao futuro governador Wilson Witzel, mesmo presentes, decidiram se abster da votação, em uma manobra ardilosa. Ou seja, não defenderam a derrubada do veto.

Os deputados que eram a favor da derrubada do veto, percebendo a manobra, decidiram então não dar quorum, pois não haveria votos suficientes para garantir a aprovação que derrotaria o veto.

Vale lembrar que antes da eleição do primeiro turno, os deputados estaduais aprovaram o projeto que garante a Cedae pública por 54 votos a zero. Porém, agora, com a eleição dos parlamentares definida, vários decidiram mudar de votos, traindo a categoria cedaeana.

O presidente do Sintsama-RJ, Humberto Lemos, conversou com líderes parlamentares e cobrou a derrubada do veto. “Vamos manter a mobilização e lutar para que os deputados tenham coerência e votem definitivamente para derrubar o veto do Pezão” definiu.

Leia também...

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancelar comentário