70 mil pelo “Fora Bolsonaro” no Rio de Janeiro

70 mil pelo “Fora Bolsonaro” no Rio de Janeiro

Na manhã deste sábado (2), o protesto no Rio de Janeiro por “Fora, Bolsonaro” reuniu o espectro mais amplo de partidos políticos, sindicatos e movimentos sociais das manifestações organizadas nos últimos meses. Também foi um dos maiores atos recentes sediados na capital fluminense em número de pessoas: a estimativa é de que 70 mil manifestantes tenham comparecido às ruas da região central da cidade.

No protesto, as faixas carregadas pelas pessoas faziam críticas ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido), principalmente direcionadas à condução do combate à pandemia e à alta de preços do gás de cozinha e dos combustíveis. Também pediam pelo impeachment do atual presidente da República. A CTB Rio de Janeiro esteve presente no ato, o Presidente da Central, Paulo Sérgio Farias, avaliou a atividade:

A CTB mais uma vez esteve presente nas ruas. Esse dia 2 de outubro marca mais ainda a unidade que está se consolidando numa ampla frente patriótica e democrática para derrotar Bolsonaro e retomar o Brasil para o rumo do desenvolvimento. Aqui no estado do Rio de Janeiro a CTB esteve presente em diversos municípios representada pelas suas entidades filiadas e pela sua aguerrida militância demonstrando sua capacidade de mobilização e perseverança nessa empreitada pelo Fora Bolsonaro. O espectro político que esteve nas ruas no Rio sinaliza que estamos no caminho certo. Consolidar a frente ampla para enterrar esse projeto fascista, que já ceifou a vida de quase 600 mil brasileiros e brasileiras, que gera fome e miséria, que desemprega, privatiza nossas estatais e entrega nossa riqueza aos interesses estrangeiros. Da mesma forma, a representação política no ato de encerramento na Cinelândia aponta a possibilidade de união das forças democráticas em torno de um projeto que destrua o ovo da serpente que aqui nasceu e cresceu. Temos a certeza que mais do que nunca esse é o caminho também para que o Rio retome o caminho do desenvolvimento, com geração de emprego, combate a miséria e a fome que está nos lares de milhões de fluminenses. A frente ampla é também o caminho para derrotar o fascismo. Fora Bolsonaro.” – afirmou Paulo Ségio

A concentração das pessoas aconteceu na Candelária, a partir das 10h, e depois o protesto seguiu pelas ruas da Avenida Presidente Vargas até a Avenida Rio Branco em direção à Cinelândia, na região central da cidade. No Palanque da Democracia, instituído ao fim do ato, a deputada federal Jandira Feghalli (PCdoB) puxou aplausos aos manifestantes por manterem os cuidados contra covid-19 no protesto mesmo estando lotado.

“É bom que a imprensa mostre todo mundo de máscara, é bom que mostre que essa aqui é uma manifestação que defende a vida. Também é uma emoção estar em frente a placa em nome de Marielle Franco. Quero cumprimentar todas as mulheres que se colocam nas ruas em defesa do Brasil”, discursou.

Os manifestantes usavam máscara de proteção facial, e na medida do possível foi mantido o distanciamento social. Entre as vozes do povo, palavras de ordem contra o presidente Bolsonaro que pediam o impeachment dele e do vice-presidente, Hamilton Mourão. Além de pedir o impeachment do presidente, os manifestantes também se colocavam contra as privatizações, a política econômica, o desemprego e a fome.

*Por CTB-RJ, com informações de Brasil de Fato RJ e G1.

Foto: Pedro Rocha

Leia também...

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *