Comerciários debatem o desmonte das leis trabalhistas

Comerciários debatem o desmonte das leis trabalhistas

O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) realizou na noite desta terça-feira (13/6), na sede do Sindicato dos Comerciários, debate sobre as mudanças na legislação trabalhista propostas pelo ilegítimo governo de Michel Temer. O técnico do Dieese Paulo Jager apresentou um panorama das propostas em tramitação no Congresso Nacional. Ele salientou os impactos sobre a classe trabalhadora, o movimento sindical e as estruturas do Estado voltadas para as questões trabalhistas, tais como o Ministério Público do Trabalho, a Justiça do Trabalho e o Ministério do Trabalho.

O palestrante propôs a desconstrução do termo “reforma”, na medida em que as mudanças propostas caracterizam antes um “desmonte” ou “deforma” do que um aperfeiçoamento das leis trabalhistas. Para o especialista, a aprovação na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, que aconteceu no mesmo dia da palestra, deu fôlego à tramitação da matéria, aumentando suas chances de aprovação em plenário nas próximas semanas. Uma situação que, na avaliação de Jager e de todas as pessoas da platéia que pediram a palavra, só poderá ser revertida pela pressão popular, nas ruas do país.

O auditório estava cheio e quase toda a diretoria do Sindicato participou do debate, com destaque para as falas contundentes do presidente Márcio Ayer e do diretor José Cláudio de Oliveira. “De uma só vez, os golpistas querem atingir as três pernas que sustentam o equilíbrio entre patrões e empregados: a Lei, a Justiça e a negociação coletiva. Essa ‘deforma’ está sendo feita sob encomenda para legalizar as fraudes dos patrões”, disparou Márcio, que acrescentou: “O cenário político, econômico e social do país é marcado por grandes ameaças às conquistas históricas dos trabalhadores. Nosso Sindicato assume a tarefa de ampliar o debate de ideias sobre os direitos da classe trabalhadora e vai estar sempre nas ruas para defender esses interesses”.

Greve geral – O recém eleito presidente estadual da Central das Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB-RJ), Paulinho da Rocinha, aproveitou a oportunidade para reforçar a convocação para a GREVE GERAL do próximo dia 30/6, assim como das atividades preparatórias que vão acontecer nas próximas semanas. “Lute agora ou fique sem direitos para sempre! Participe do levante popular contra as reformas de Temer”, convocou.

 

Texto e imagens: Sindicato dos Comerciários do Rio de Janeiro

Leia também...

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *