Comerciários desautorizam sindicato a negociar com patrões

Comerciários desautorizam sindicato a negociar com patrões
Uma assembleia realizada por comerciários do Rio de Janeiro reprovou por unanimidade, no fim da tarde desta terça-feira (08), no Centro do Rio, a pauta proposta pelo SindiSuper (Sindicato dos Trabalhadores em Supermercados e Shopping Centers do Estado do Rio de Janeiro), que pretendia aprovar a convenção coletiva da categoria e a efetivação de contribuição assistencial independentemente da contribuição já prevista em lei. Ligados ao Sindicato dos Comerciários do Rio de Janeiro, os trabalhadores também desautorizaram SindiSuper a negociar com o Sindicato Patronal.
“Foi uma vitória da nossa categoria. Ninguém neste SindiSuper é comerciário. É um sindicato fajuto, fantasma, criado pelos patrões para atender aos interesses deles. Nós ficamos quase 50 anos sob o domínio da família Mata Roma, que comandava o Sindicato, mas isso acabou”, comemorou Marcio Ayer, presidente do Sindicato dos Comerciários.
A diretoria do SindiSuper, que convocou a assembleia, não compareceu ao local, e cerca de dez funcionários presentes não quiseram dar declarações após a chegada dos demais comerciários. Eles também não participaram da assembleia.

O Sindicato dos Comerciários representa cerca de 400 mil trabalhadores no comércio do Rio, sendo 250 mil em supermercados e mercados, contrários à criação do Sindsuper. Representantes de entidades ligadas aos comerciários em 10 municípios também não reconhecem a entidade.

2 anexos

Leia também...

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *