CTB-RJ PARTICIPA DE ENCONTRO NACIONAL DE COMUNICAÇAO DA CTB

CTB-RJ PARTICIPA DE ENCONTRO NACIONAL DE COMUNICAÇAO DA CTB

Foi realizado, nos dias 30 e 31 de maio de 2014, na cidade de Salvador (BA), o III Encontro Nacional de Comunicação da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil. O encontro teve como mesa de abertura um amplo debate político sobre a luta de classes na comunicação e o papel estratégico da mesma para a classe trabalhadora.

A mesa inaugural contou com a saudação do presidente, Adilson Araújo e do secretário de imprensa da seção estadual da CTB na Bahia, Emanoel Souza. Os dois destacaram a importância de o movimento sindical enxergar a comunicação como um setor estratégico para contrapor a mídia hegemônica. Presente à atividade, o Presidente do Centro de Estudos da Mídia Alternativa, Barão de Itararé, defendeu que os sindicatos e a CTB invistam em novas e mais dinâmicas formas de comunicação e  afirmou que “o movimento sindical precisa tratar a comunicação como investimento, mudar a sua linguagem, criar mecanismos de sinergia, investir na juventude para que, desta maneira, se fortaleçam os próprios instrumentos”.

Em seguida, já de noite, a gerente de mídias da Leiaute Propaganda, Patrícia Almeida, fez uma exposição sobre as novas mídias e a importância das redes sociais na internet, abrindo um debate sobre forma e tamanho de texto e da importância dos recursos imagéticos e audiovisuais na comunicação do século XXI.

As atividades do encontro foram retomadas pela manhã de sábado (31) com o publicitário Carlínio França e o designer gráfico da CTB Danilo Ribeiro apresentando o novo projeto gráfico da revista Visão Classista. Projeto definido pela dupla como sendo “audacioso para suplantar o mundo sindical e dialogar com a sociedade”. No período da tarde o diretor de Mídias do Instituto Mídia Étnica apresentou uma nova ferramenta que possibilita o envio de mensagens para a internet até por quem não tenha sequer um celular. Ele garante que até de telefone público existe essa possibilidade: O Vojo Brasil, mais uma ferramenta na luta para dar voz contra hegemônica na disputa de ideias na sociedade.

Durante o encontro foram apresentados os projetos de comunicação dos sindicatos e regionais presentes. A ideia da construção de redes colaborativas foi a tônica das intervenções que apresentaram uma central pronta para um ousado desafio nas comunicações. A CTB demonstrou, ao longo do seu encontro, ser uma entidade que debate a Comunicação como uma questão estratégica para a luta dos trabalhadores, tanto no plano tático, como estratégico. A luta por melhores salários e condições de trabalho é parte integrante de uma luta maior, que é mudar a correlação de forças na nossa sociedade.

O Rio de Janeiro teve uma importante participação no seminário, com 6 participantes entre membros de direção sindical e funcionários das pastas. Destacou-se a ativa presença do Sinfa-RJ que atuou com protagonismo se colocando à disposição para auxiliar na construção do ousado projeto de comunicação da CTB. Na avaliação do Secretário de Comunicação da CTB-RJ, Paulo Sérgio Farias, o encontro foi muito positivo e gerou um importante consenso no seio da direção da CTB. Nas palavras dele “a comunicação deve ser entendida pelos sindicatos como um “ótimo investimento”, que vai trazer frutos tanto a gestão sindical, como na consciência da classe a favor das lutas dos trabalhadores.  É preciso investir mais, tanto na questão material como na questão da formação, assim como é preciso valorizar os profissionais da comunicação que trabalham nas entidades sindicais. ”

A CTB e suas direções estaduais saíram fortalecidas desse III Encontro de Comunicação, com uma rede de comunicadores formada e pronta para atuar na disputa da hegemonia da sociedade. Mais do que falar apenas para as bases sindicais, uma das tarefas do movimento social é a de disputar as ideias na sociedade e será através de uma política de comunicação ousada que a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil fará essa disputa. Tanto no plano nacional, quanto em todos os estados da Nação.

Leia também...

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *