DIREÇÃO DO SINTECT EXIGE AFASTAMENTO DOS ENVOLVIDOS EM CORRUPÇÃO

DIREÇÃO DO SINTECT EXIGE AFASTAMENTO DOS ENVOLVIDOS EM CORRUPÇÃO

A direção do Sintect-RJ (Sindicato dos Trabalhadores na Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos do Rio de Janeiro) exigiu, em matéria publicada no site da entidade, o afastamento imediato de todos os envolvidos nas denúncias feitas pela Polícia Federal e o imediato ressarcimento aos cofres do Correio Saúde do dinheiro desviado.

Desde maio, a Polícia Federal investiga fraudes envolvendo a empresa na busca de apurar notícias de graves irregularidades na Gerência de Saúde dos Correios – Regional do Rio de Janeiro, que apontma para desvio de R$ 5,7 milhões por meio de pagamentos autorizados indevidamente e atesto de notas fiscais por serviços não prestados. Segundo a Polícia Federal, um dos suspeitos teria simulado uma internação de sua esposa, causando prejuízo de R$ 68 mil. Outros dois investigados teriam tentando desviar para si as quantias de R$ 29 e R$ 15 mil.

As investigações da (PF) chegaram ao número 1 da estatal no Rio, o diretor Omar de Assis Moreira. De acordo com a revista “Veja” e o Jornal “Extra”, “uma testemunha do caso que não quis ser identificada teria contado à PF que o esquema começou em 2011, ano em que Omar assumiu o cargo. A testemunha aponta, segundo a revista, a participação do diretor, de dois assessores seus e de um funcionário da Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae) nas fraudes”.

Ainda de acordo com a revista, inicialmente, o esquema envolvia três hospitais credenciados ao plano de saúde do Correios. Eles recebiam em 30 dias pagamentos de faturas médicas que demoravam até três meses. Em troca, Omar, seus assessores e o empregado da Cedae recebiam 20% do valor dos serviços. Em pouco tempo, outras unidades aderiram, e também novas formas de fraudes foram surgindo, como a realização de cirurgias pré-programadas como se fossem emergenciais a valores superfaturados. A testemunha resolveu contar o que sabia após negociar uma delação premiada, ou seja, a diminuição da pena em troca das informações

O debate sobre a corrupção na entidade deve ser um dos temas da assembleia marcada para o próximo dia 10, pelo Sintect-RJ.

Leia também...

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *