Governo Pezão demite 70 médicos do Hospital Getúlio Vargas

Governo Pezão demite 70 médicos do Hospital Getúlio Vargas

Nem com a saúde sob os olhares de uma comissão externa da Câmara dos Deputados, o governo Pezão parece ter vontade política de cuidar melhor do povo fluminense. O governo do Estado demitiu mais de 70 médicos do Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha. Com as demissões, setores inteiros foram fechados. Pacientes foram encaminhados para o Hospital Pedro Ernesto, em Vila Isabel, que também apresenta problemas para manter seu funcionamento.

Ignorando as dificuldades da população, o secretário estadual de saúde, Luiz Antônio Teixeira orientou que os pacientes deviam procurar Hospital Pedro Ernesto, em Vila Isabel. A notícia de demissões pegou os pacientes de surpresa e atrapalhou a vida daqueles que buscavam ou mantinham atendimento no Hospital Getúlio Vargas.

A CTB Rio de Janeiro repudia as demissões promovidas pelo governo Pezão. Não acreditamos ser minimamente aceitável o descaso com o povo tem sido tratado na gestão do governador Pezão e do vice-governador Dornelles. O Hospital Pedro Ernesto, para onde os pacientes foram encaminhados, também passa por uma crise.

Leia também...

Qual a sua opinião?

Seu e-mail não será publicado. Os campos com * são obrigatórios.