Ministro da Saúde nomeia médica favorável à cloroquina para direção do Hospital Federal de Ipanema

Ministro da Saúde nomeia médica favorável à cloroquina para direção do Hospital Federal de Ipanema

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, nomeou a médica Mara Regina Cordeiro Pezzino para o cargo de diretora-geral do Hospital Federal de Ipanema, na Zona Sul do Rio. A indicação foi publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira (20).

Mara Regina é defensora do uso da cloroquina para combater a Covid. O medicamento, no entanto, não tem eficácia contra a doença.

Mara aparece aparece como signatária de um documento de 2020 intitulado “Manifesto em defesa da Vida e do tratamento pré-hospitalar da Covid”, que defende o uso de cloroquina.

A foto de perfil de Mara no Facebook conta com um selo dizendo: “Eu apoio o tratamento precoce e preventivo, está salvando vidas”. Em uma postagem no Twitter no dia 17 de janeiro, ela reafirma o apoio ao uso de medicamentos sem eficácia comprovada contra a Covid.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) vem alertando desde o segundo semestre do ano passado que a cloroquina, a hidroxicloroquina e a azitromicina não têm eficácia comprovada contra a Covid e podem provocar efeitos colaterais.

Em um documento enviado recentemente à CPI da Covid, o Ministério da Saúde informou que os medicamentos não devem ser utilizados em pacientes hospitalizados por causa do coronavírus.

O Hospital Federal de Ipanema (HFI), vinculado ao Ministério da Saúde, oferece serviços de média e alta complexidade. É referência em diversas especialidades como cirurgia geral, urologia, ginecologia, oftalmologia, oncologia, neurocirurgia, plástica reparadora e ortopedia. Na área clínica, algumas referências são a pneumologia, a dermatologia e a infectologia.

O G1 tentou falar com a médica, mas ela não retornou o contato. A secretária de Mara afirmou que ela ainda não sabia sobre a nomeação.

O G1 também entrou em contato com o Ministério da Saúde para saber os critérios da nomeação, mas não recebeu resposta até a publicação da reportagem.

Fonte: G1

Leia também...

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *