Nota de Repúdio à tentativa de cassação do mandato do Deputado Federal Glauber Braga (PSOL-RJ)

Nota de Repúdio à tentativa de cassação do mandato do Deputado Federal Glauber Braga (PSOL-RJ)

A Diretoria da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil – Rio de Janeiro, através da presente nota oficial, manifesta seu total repúdio ao autoritarismo do Deputado Federal e Presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), que, abusando do seu poder de Presidente da Câmara, insiste em uma tentativa de cassação do mandato do Deputado Federal Glauber Braga, sem que este tenha violado nenhuma regra da casa.

Glauber Braga, eleito pelo PSOL no Rio de Janeiro com mais de 40 mil votos, se consolidou, ao longo de seu mantado com um contestador dos abusos promovidos por Lira e pela base bolsonarista. Seu pedido de cassação se baseia na denúncia na vergonhosa tentativa de privatizar a Petrobrás com uma votação por maioria simples no plenário da Câmara. À época do ocorrido, Lira chegou a ameaçar a remoção forçada do deputado do plenário da casa.

Cassar o mandato de Glauber Braga por se opor à criminosa tentativa de vender um patrimônio do nosso povo em uma votação por maioria simples representa um ataque à nossa Democracia, com aqueles que assaltam o poder tentando silenciar aqueles que representam a resistência popular aos crimes do bolsonarismo, que tem em Arthur Lira, um de seus principais executores.

Não admitiremos silenciamentos das forças progressistas! Não admitiremos que cassem o mandato de Glauber Braga! A CTB Rio de Janeiro se une àqueles que lutam ao lado do Deputado para resistir a esse ataque, em defesa não apenas do mandato do combativo parlamentar, mas da nossa própria democracia, da soberania nacional e das estatais brasileiras!

Glauber Fica! Arthur Lira e Bolsonaro saem!

Rio de Janeiro, 21 de Junho de 2022

Paulo Sérgio Farias
Presidente da CTB-RJ

1 comentário

Leia também...

Qual a sua opinião?

Seu e-mail não será publicado. Os campos com * são obrigatórios.

1 Comentário

  • Marcos alves
    21 de junho de 2022, 21:32

    Glauber Fica! Arthur Lira e Bolsonaro saem!

    REPLY