Nota Oficial do Presidente da CTB Rio de Janeiro

Nota Oficial do Presidente da CTB Rio de Janeiro

Senhor Eduardo Paes, prefeito da cidade do Rio de Janeiro.

Na última semana os Garis do Rio de Janeiro iniciaram uma justa greve por reajuste salarial e melhores condições de trabalho. A categoria está sem recomposição salarial desde 2019 e presta um serviço essencial para a Cidade do Rio de Janeiro e para o povo carioca. O movimento é justo, tem ampla adesão da categoria e se configura como uma das principais lutas sociais em curso na capital fluminense.

O senhor, caro Prefeito Eduardo Paes, no entanto, ao invés de atuar na mediação de um acordo entre trabalhadores e a Comlurb, opta por tentar usar suas redes sociais para tentar partidarizar, criminalizar e promover um discurso de ódio, colocado o povo contra a classe trabalhadora. Não é a primeira vez que o senhor usa dessa estratégia, o mesmo já fora utilizado contra os trabalhadores do BRT. O Senhor usa da péssima gestão de seu antecessor, o Bispo Marcelo Crivella, para colocar todos os problemas de sua gestão em uma suposta armação de grupos opositores.

O povo carioca não cairá nesse discurso.

O senhor publicou uma foto onde apareço ao lado das lideranças dos Garis, tentando criminalizar a pré-candidatura do companheiro Célio Gari e o legítimo direito de filiação partidária de lideranças da categoria. Logo o senhor, que começou sua carreira política no PDT, passou pelo DEM e agora é filiado ao PSD de Gilberto Kassab. Me pergunto porque tentar criminalizar a filiação partidária de terceiros? Faz sentido?

Será que para o senhor, somente sua classe pode ter filiações partidárias e disputar eleições? Tenho certeza que o senhor aprendeu que não há democracia sem a organização sindical e a militância de trabalhadores e trabalhadoras participando – inclusive como candidatos e candidatas – do processo eleitoral.

Na nossa militância por melhores condições de trabalho também se associam as lutas por melhores condições de moradia e essa é uma das principais mazelas que nem você nem os anteriores conseguem resolver porque não incluem os pobres no orçamento.

Não dá para se esconder atrás de bravatas e manipulações de redes sociais. O que se exige é efetivamente negociar com os trabalhadores e trabalhadoras do asseio e conservação por um aumento justo que represente a importância da categoria para a cidade.

Não à Criminalização da Política! Não às manipulações de redes sociais! Chega de factoides e fake News!

Rio de Janeiro, 2 de Abril de 2022

Paulo Sérgio Farias
Presidente da CTB-RJ

1 comentário

Leia também...

Qual a sua opinião?

Seu e-mail não será publicado. Os campos com * são obrigatórios.

1 Comentário

  • Willian
    2 de abril de 2022, 21:48

    Este senhor nunca mas entrará para a prefeitura, pois tiramos o Crivella e ele é o próximo.
    Um covarde e coloca um outro na presidência da Comlurb de paraquedas qu3 não sabe nada sobre lixo, só está lá para arrumar dinheiro totalmente perdido.

    REPLY