Nota Oficial: Pelo Direito de Greve, em defesa dos direitos e contra a carestia, todo apoio aos Rodoviários e aos Garis!

Nota Oficial: Pelo Direito de Greve, em defesa dos direitos e contra a carestia, todo apoio aos Rodoviários e aos Garis!

A CTB Rio de Janeiro manifesta, através da presente nota, sua profunda indignação com a maneira como que os poderes judiciário e o executivo municipal tem tratado os legítimos movimentos de luta da classe trabalhadora. Aproveitamos essa nota também para manifestar todo nosso apoio e solidariedade aos trabalhadores e trabalhadoras rodoviários(as) e Garis.

Desde o golpe de 2016, as ofensivas à classe trabalhadora são uma constante. E elas não vem apenas do poder executivo e do poder legislativo. Com decisões absurdas declarando ilegalidades de greves, o poder judiciário tem invibializado a luta de diversas categorias por todo Brasil, favorecendo ainda mais os patrões ao cercear as ferramentas de luta da classe trabalhadora.

Metalúrgicos, Trabalhadores do Detran, Garis, Rodoviários, todos receberam decisões judiciais contra suas greves, estipulando multas absurdas para caso os trabalhadores continuassem a lutar pelos seus direitos.
Nós, da CTB Rio de Janeiro, repudiamos essa conduta que se repete e que tem como finalidade única mostrar que a justiça está do lado dos patrões. Ela não é cega, ela enxerga e tem lado.

E, em virtude disso, a CTB Rio de Janeiro cerra fileira ao lado desses trabalhadores. Enfrentar os excessos autoritários, defender a democracia e lutar pelos trabalhadores está no DNA de nossa central. Os Rodoviários e Rodoviárias precisam de melhores condições de trabalho, de remuneração e seu movimento de luta é justo!

Os Garis e as Garis do Rio de Janeiro sofrem com três anos seu aumento. Três anos de inflação descontrolada, de arrocho salarial, de perda de direitos e os trabalhadores e trabalhadoras do asseio e conservação não tem o direito de fazer greve? Precisam aceitar uma proposta de reajuste que em nada atende às reivindicações da categoria?

Estabelecido em lei desde Junho de 1989, o Direito de Greve encontra-se em risco com essa postura assumida por juízes que o limitam e, por vezes, o cerceiam. É fundamental que essa postura seja revista para o bem da nossa democracia e das relações de trabalho.

Em defesa do direito de greve! Todo apoio aos Rodoviários e aos Garis!

Rio de Janeiro, 29 de março de 2022

Paulo Sérgio Farias
Presidente da CTB-RJ

Leia também...

Qual a sua opinião?

Seu e-mail não será publicado. Os campos com * são obrigatórios.