Plenária Final do 4º Congresso da CTB RJ elege Paulo Sérgio Farias presidente e reforça unidade classista!

Plenária Final do 4º Congresso da CTB RJ elege Paulo Sérgio Farias presidente e reforça unidade classista!

O terceiro, e último, dia de congresso da CTB Rio de Janeiro em Mendes teve como agenda principal os trabalhos da plenária final. Conduzida pelo então presidente, Ronaldo Leite, e pelo secretário geral, Carlos Lima, a atividade começou às 9 horas e seguiu por toda a manhã, coroando os trabalhos de um grande congresso que reuniu centenas de lideranças classistas do Rio de Janeiro.

O primeiro ato da plenária foi a leitura e a aprovação tanto das emendas ao documento-base do Congresso, quanto de moções apresentadas pelos trabalhadores e trabalhadoras que foram ao 4º Congresso da CTB RJ. As moções serão publicadas em breve na página da CTB RJ.

“O congresso vai chegando a sua fase final. Estamos aprovando as emendas ao congresso estadual e ao congresso nacional. Foi um congresso produtivo, porque ele hoje reflete a base da CTB, diversos se filiaram à CTB, a base da CTB cresceu no Rio de Janeiro. Um congresso que foi representativo no que tange à sua diversidade: hoje temas e pautas fazem parte da agenda da CTB fruto da organização da diversidade que existe na sociedade e se reflete também entre os sindicalistas. E, também, estamos saindo com uma boa agenda de lutas, tanto imediata, quanto para os próximos quatro anos dessa gestão. Agora é arregaçar as mangas e trabalhar para fazer uma grande gestão” – disse José Carlos Madureira, professor e dirigente da CTB RJ, ao avaliar o congresso que entrava em seu último dia.

Após a leitura das moções foi eleita a delegação ao Congresso Nacional da CTB. Logo em seguida, o Sindicato dos Trabalhadores na Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (SINTECT-RJ), que representa a categoria dos ecetistas trabalhadores dos correios, foi homenageado por ter emprestado espaço físico para a CTB em seus primeiros passos no Rio de Janeiro.

Um momento de grande emoção tomou contra do plenário do 4º Congresso da CTB RJ. Após as homenagens, um vídeo lançou uma campanha promovida pela CTB em parceria com a FETAG e a FETAGRI em solidariedade ao Acampamento Fidel Castro. O acampamento, que abriga centenas de pessoas ligadas à agricultora familiar, se transformou em um legítimo símbolo em defesa do direito à terra e, com a campanha, o objetivo é fortalecer a luta dos trabalhadores rurais da agricultura familiar naquela região.

Eduardo Chamarelli, novo secretario de finanças da CTB RJ, valorizou bastante a diversidade política da central e a unidade dos trabalhadores para enfrentar os desafios dos próximos quatro anos:

“Foi um congresso excelente. Conseguimos tirar um plano de lutas que vai levar a CTB a crescer nos próximos anos, levar a CTB pra um novo nível de discussão estadual e nacional. Conseguimos fechar uma composição ampla, com todos os segmentos envolvidos e isso só vai levar a CTB a ir em frente.”

A dirigente do SEPE, Lívia Fernandes, também elogiou a unidade dos cetebistas e valorizou o papel do Congresso para a compreensão da conjuntura e organização dos trabalhadores e das trabalhadoras:

“Foi um excelente congresso. Um congresso que apontou a linha que a gente precisa seguir esse momento: que é a linha da unidade, a linha do nenhum direito a menos. Um congresso que nos ajudou a compreender esse momento político atual como um golpe e reforçou a nossa necessidade de fortalecer o conjunto de forças para fazer a justa reação dos trabalhadores contra esses ataques. A CTB sai fortalecida como um central sindical combativa, representativa da classe trabalhadora.”

Ao fim de tudo, por unanimidade, os cetebistas elegeram Paulo Sergio Farias presidente da CTB RJ. A eleição encerrou o congresso com um clima de muita unidade e com Paulo Sergio, chamando os trabalhadores a construir uma grande greve geral:

“Nós todos estaremos construindo uma grande greve no Rio de Janeiro e no Brasil pois temos que derrotar esse projeto que foi imposto ao povo brasileiro. Nós sabemos muito bem o que está por trás de tudo isso aí: a entrega das riquezas do nosso país, destruir nossa soberania e tirar os direitos dos trabalhadores que foram duramente conquistados. Muitos trabalhadores e trabalhadoras morreram e foram perseguidas na luta. Muitas ainda tem entes desaparecidos para que possamos ter uma legislação que muitos consideram atrasada, mas não é! Dia 30, vamos fazer uma grande greve geral em defesa dos trabalhadores e das trabalhadoras!”

Paulo Sérgio ainda aproveitou para fazer uma homenagem ao ex-presidente Ronaldo Leite, que encerrava seu mandato nesse congresso:

“Gostaria de agradecer à confiança do Companheiro Ronaldo Leite, com quem convivi todos esses anos na diretoria da CTB. Esse companheiro liderou com muita coragem, maestria e convicção essa central no momento difícil que estamos vivendo, dando um dinamismo fundamental para essa central. Aprendi muito com esse companheiro nesses quatro anos e sucedê-lo é uma honra muito grande para mim.”

 

Texto: José Roberto Medeiros | CTB RJ

Fotos: Bruno Bou

1 Comente

Leia também...

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

1 Comente

  • Joao José dos Santos filho
    15 de junho de 2017 , 00:22

    Infelizmente nosso coordenador sindical classista do PCdoB na fração do Saneamento João Xavier, não pode participar do evento por conta de sua saúde. As presta foi internado. Sou João José na condição de suplente assumir a titularidade. E assim contribui com propostas para o plano de lutas. Convenções n°111 e 100
    Água com soberania nacional
    Porém o mais importante foi nossa comitiva do saneamento que junto as demais comitiva contribuíram êxito para com o 4° congresso estadual da CTB/RJ.

    RESPOSTA