PROPOSTA DO PSDB QUER INSTALAR TRABALHO ESCRAVO NO CAMPO

PROPOSTA DO PSDB QUER INSTALAR TRABALHO ESCRAVO NO CAMPO

O governo ilegítimo de Temer e do PSDB parece não ter limites quando o assunto é atacar os trabalhadores e as trabalhadoras desse país. Como se não bastassem as reformas da previdência e trabalhista, surge no Congresso Nacional um projeto do deputado ruralista Nilson Leitão (PSDB-MT) que, praticamente, revoga a lei áurea no campo e coloca o trabalhador rural em uma condição de trabalho escravo.

Pela proposta do tucano, os trabalhadores rurais poderão ser pagos com moradia e refeição, ao invés de salário. Como se isso já não fosse suficientemente absurdo, a proposta ainda autoriza o trabalho aos domingos e feriados, porroga a jornada de trabalho até 12 horas, permite o fim do repouso semanal garantindo trabalhos por até 18 dias contínuos, a venda integral das férias, exclui os ministérios do Trabalho e da Saúde do debate sobre agrotóxicos e, ainda, revoga as normas de segurança para o trabalho no campo. O Secretário de Comunicação e Imprensa da CTB-RJ, Paulo Sérgio Farias, criticou o projeto:

“As mudanças na legislação trabalhista para o trabalhador rural é um acinte, uma aberração em pleno século 21, uma nefasta tentativa de se reeditar a escravidão no Brasil. O projeto de lei que restringir mais ainda o papel da justiça e do MTE em estabelecer normas e interpretar leis, quer instituir outras moedas para remunerar o trabalhador como casa e comida, quer aumentar a jornada para 12 horas de trabalho e para aumentar a exploração quer acabar com o repouso remunerado permitindo assim jornadas de até 18 dias seguidos de trabalho. Isso é inaceitável. Nós vamos reagir muito forte as essas mudanças. Os trabalhadores rurais mais uma vez marcharão para Brasília e a escravidão mais uma vez será banida do Brasil. A maior conquista dos trabalhadores rurais está na atual Carta Magna no artigo 7° que elevou os direitos dos trabalhadores do campo aos da cidade. E é esse o objetivo dos ruralistas comandados pelo deputado Nilson Leitão do PSDB-MT.”

Leia também...

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *