SINDPEFAETEC impetra mandado de segurança

SINDPEFAETEC impetra mandado de segurança

A presidência da FAETEC, ao invés de trabalhar juntamente com a SECTIDS, para reverter a grave crise financeira vivida pelos servidores da Fundação (provocadas por  inúmeras práticas lesivas à população fluminense, já denunciadas pelo MPF e punidas pela Justiça Federal), decidiu pela coação, ao cortar o ponto dos servidores em greve – a grande  maioria destes sem os salários de setembro e de outubro completos, além do 13° salário de 2016.

Diante da ação intempestiva da presidência da FAETEC, a  direção do SINDPEFAETEC, que sempre apostou no diálogo, não foge ao enfrentamento. Existe uma parte combativa desta categoria que decidiu não trabalhar sem o devido pagamento pelo seu árduo trabalho, não inventando desculpas ou paliativos para evitar a luta legítima, e que não aceita ficar sem receber sua verba alimentar – resultado da ação do grupo político que deixou nosso Estado à deriva. Por conta disso, ingressamos com um mandado de segurança para suspender os efeitos do corte de ponto, visualizados nos contracheques dos servidores grevistas.

Na Assembleia da próxima segunda-feira (04/12), daremos todos os esclarecimentos e,  decidiremos, juntos, o rumo do nosso movimento. O  SINDPEFAETEC sempre dará suporte aos que se decidirem pelo lema: “sem salário, sem trabalho”.

 

Fonte: SINDPFAETEC

Leia também...

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *